Caso dos respiradores: CPI deve ouvir nesta terça-feira ex-secretários investigados na compra de 200 equipamentos

A compra feita pelo Governo do Estado custou R$ 33 milhões aos cofres públicos

Ex-secretários da Casa Civil e da Saúde são investigados – Foto: Secom/SC

Os ex-secretários de Saúde, Helton Zeferino e Douglas Borba da Casa Civil, junto com a ex-superintendente de gestão administrativa da Secretaria de Estado da Saúde Márcia Regina Geremias Pauli, serão ouvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos respiradores, na Assembleia Legislativa (Alesc). Os depoimentos deve acontecer após a sessão ordinária, nesta terça-feira (2). Eles são investigados pela compra de 200 respiradores, feita pelo Governo do Estado de Santa Catarina, que custou R$ 33 milhões aos cofres públicos.

Os deputados que acompanham a CPI também estarão reunidos na quinta-feira (4), às 10 horas. Os trabalhos da Comissão são retomados, após um período de sete dias. Isso ocorreu devido ao fechamento da Alesc, que por conta da confirmação de caso de coronavírus em um servidor, interrompeu os serviços por uma semana.

Leia mais sobre o assunto

Jornalistas denunciam Governo de Santa Catarina pela compra de respiradores fantasmas

Compra de respiradores: Comissão da Alesc aprova pedido de afastamento do Secretário de Estado da Saúde

Justiça determina bloqueio de até R$ 32,5 milhões em bens de Helton Zeferino em SC

Gaeco pede prisão de seis pessoas no caso dos respiradores, segundo SCemPauta

Governador de SC afirma que todas as compras relacionadas ao coronavírus serão apuradas

Governador Carlos Moisés critica atuação da imprensa no caso dos respiradores

Governador e secretário da Saúde falam sobre compra de respiradores de R$ 33 milhões em SC