Idoso atropelado em Chapecó era paratleta em Xanxerê - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Idoso atropelado em Chapecó era paratleta em Xanxerê

Ari de Souza, de 67 anos morreu na manhã desta segunda-feira (18)


Thassio De Negri e Ari de Souza – Foto: Arquivo/Thassio

O xanxerense Ari de Souza, de 67 anos, que morreu vítima de atropelamento no centro de Chapecó (SC), na manhã desta segunda-feira (18), era atleta do Parajasc de Xanxerê (SC).

Conforme o coordenador do paradesportos de Xanxerê Thassio De Negri, o atleta fazia parte da Associação Fraternidade Cristã de Pessoas com Deficiência de Xanxerê (FCDX), mas há cerca de cinco anos passou a atuar na categoria Bocha Rafa para cadeirantes.

Ari representou Xanxerê em vários momentos, inclusive, ficou em terceiro lugar na modalidade em 2015 e foi vice-campeão em 2016 pela categoria. “Ele sempre estava treinando com o pessoal do bairro dele para participar dos jogos”, afirmou Thassio.

Segundo coordenador, a comunidade de paratletas de Xanxerê recebeu a notícia com profundo pesar. “Estamos bastante tristes, porque ele era uma pessoa humilde, de bom coração, além do atleta que era, com uma certa idade, representando Xanxerê. Então fica esse nosso sentimento de tristeza”, declarou De Negri.


Ari em uma competição – Foto: Thassio/Arquivo

Acidente

Imagem divulgada pela Polícia Militar

O desportista foi atropelado por um carro na faixa de pedestre, por volta das 9h30 desta segunda-feira, na Avenida Getúlio Vargas, no centro de Chapecó.

Segundo a Polícia Militar, ele tentava atravessar a via, com auxílio de uma bengala (devido a deficiência física), quando foi atingido pelo carro que era conduzido por uma mulher de 41 anos. Ainda de acordo com a PM, no momento do acidente, o sinal do semáforo estava verde para o veículo e vermelho para o pedestre.

Ari foi atendido pelo Corpo de Bombeiros Militar, mas morreu no local. A Polícia Civil e a Perícia realizaram os levantamentos sobre o caso.


Comentários do Facebook