Armazenamento de água no solo na região de Chapecó está semelhante ao menor índice nos últimos 10 anos

Segundo a Epagri/Ciram, mês de setembro registrou volumes baixos de chuva para a região Oeste

FOTO ILUSTRATIVA – Lajeado São José, março de 2020 – Foto: W27 Imagens Aéreas /ClicRDC

O armazenamento de água no solo na região de Chapecó está semelhante a situação de setembro de 2019, onde foi registrado um dos menores índices de armazenamento nos últimos 10 anos de monitoramento. A informação foi divulgada pela Epagri/Ciram, nesta quinta-feira (01). Segundo o órgão, os índices foram retirados do balanço hídrico sequencial do Instituto Nacional de meteorologia (INMET).

Conforme a Epagri/Ciram, esta situação tem afetado os rios monitorados pelo órgão, principalmente nas bacias dos rios e afluentes do Peperi-Guaçú, Antas, Chapecó, Irani, Jacutinga, do Peixe, Canoinhas e Negrinho.

Setembro registra volumes baixos de chuva no Oeste de Santa Catarina

O mês de setembro terminou com o volume total de chuva abaixo do esperado nas regiões do Oeste e Litoral Norte de Santa Catarina. Os valores de chuva ficaram entre 25 e 50 mm. Segundo a Epagri/Ciram, em algumas localidades da região, o índice foi abaixo de 25 mm. No Litoral Sul, Grande Florianópolis o valor de chuvas esperado ficou acima de 100%.