“Dei uma bronca neles, mas espero de coração que eles consigam se recuperar” declara Wellington Paulista sobre a situação da Chape - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

“Dei uma bronca neles, mas espero de coração que eles consigam se recuperar” declara Wellington Paulista sobre a situação da Chape

WP9 marcou duas vezes na derrota do Verdão contra o Fortaleza


Umas das principais peças na reconstrução da Chapecoense, após o acidente aéreo de 2016 e autor de dois gols para o Fortaleza, na vitória em cima do Verdão, na última quarta-feira (9), Wellington Paulista declarou a torcida para o seu ex-clube sair do atual momento em que vive “Dei uma bronca neles, mas espero de coração que eles consigam se recuperar”. WP9 saiu da Chape em março de 2019.

Após o jogo entre Fortaleza e Chapecoense, na Arena Castelão, o ex-atacante do Verdão falou com os jornalistas sobre o jogo e o atual momento da Chape.

“Eu conversei com os meninos ali agora, eu fico muito triste pela situação que eles estão passando, por que eu joguei lá e tenho um carinho enorme pelos meninos que estão jogando na Chape. Você pode ver que todos vieram falar comigo quando acabou o jogo e antes do jogo também. Até por ter intimidade, eu dei uma cobrada neles, por que eles só reagiram depois que levaram o gol, não saíram para o ataque e eu sei da qualidade deles, tanto que depois que nós fizemos o gol, ele saíram para o jogo também, então eu acho que era uma forma de eu dar uma bronca neles também, por que eu tenho intimidade com eles e eles tem comigo também. Eu falei para eles: ‘vocês precisam reagir, por que se ficar muito tempo ali em baixo, não vai conseguir recuperar’. Então reagem antes, comecem a jogar antes, para conseguir sair o mais rápido possível desta situação” disse Wellington Paulista.

No dia 4 de março de 2019, com lágrimas nos olhos, o atacante se despediu oficialmente da Chape. Com a camisa do Verdão foram 117 jogos e 30 gols marcados. Ele era um dos líderes da Chape dentro do vestiário e foi um dos jogadores mais importantes na retomada do clube, após o acidente aéreo na Colômbia, em 2016.


WP9 em sua despedida da Chape – Foto: Márcio Cunha/ACF

“É ruim se despedir, não que eu não esteja feliz de ir para o clube que eu estou indo, mas é por deixar meus amigos, deixar tudo o que eu construí aqui dentro, tudo o que eu fiz de bom. Quero agradecer todo mundo, agradecer vocês da imprensa, da torcida, meus companheiros de clube, os funcionários. Não podia ir embora sem dedicar muita sorte a todos que ficam… É uma cidade inteira que me apoiou, que me ajudou bastante quando precisei… É mais um torcedor que vai estar torcendo de longe”, comentou WP9 sem conter as lágrimas, em sua despedia na sala de imprensa da Arena Condá.