Reunião discutiu a instalação de posto da Polícia Militar Rodoviária em Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Reunião discutiu a instalação de posto da Polícia Militar Rodoviária em Chapecó

Reunião discutiu a instalação de um posto da Polícia Militar Rodoviária

(Foto: MB Comunicação/Divulgação)

A elevada movimentação de veículos nas rodovias SC-480 e SC-283 e os frequentes acidentes de trânsito com vítimas e danos materiais preocupam as entidades empresariais de Chapecó. Os trechos próximos de Chapecó apresentam tráfego intenso e estão com deficiências no pavimento e na sinalização.

Para discutir a instalação de um posto da Polícia Militar Rodoviária (PMR) nessa área, as entidades empresariais de Chapecó se reuniram nesta semana, na sede da Associação Comercial e Industrial (ACIC), com o comandante da PMR (coronel Evaldo Hoffmann Junior), o chefe de operações (tenente-coronel Mauro Resende) e o comandante da 4ª Região da Polícia Militar (coronel Jorge Luiz Haack), além de outros oficiais.

O encontro foi coordenado pelo presidente da ACIC Cidnei Luiz Barozzi.

O presidente do Sicom Marcos Antonio Barbieri relatou que desde 2011 as entidades reivindicam a instalação do Posto Policial em reuniões, audiências e encontros com entrega de documentos e estudos sobre o pedido. Além da segurança, há uma questão de jurisdição: quando ocorre acidente em uma das rodovias estaduais é necessário chamar uma viatura da PM Rodoviária de um dos Postos mais próximos para atender a ocorrência – Bom Jesus, Iporã do Oeste ou Concórdia – o que gera grande demora.

O comandante da Polícia Militar Rodoviária expôs que o efetivo reduzido é o maior obstáculo: em 1988 a Polícia Militar catarinense tinha uma força total de 13.000 homens. Em 2019 está com apenas 10.000, embora haja previsão em lei para um efetivo de 20.000 policiais. Reflexo dessa situação, a Polícia Militar Rodoviária conta com apenas 440 homens para atuar em 24 postos e atender as rodovias estaduais com mais de 4.000 quilômetros de extensão. Com a criação do novo posto será necessário convocar policiais dos batalhões de Chapecó, Concórdia e São Miguel do Oeste.

Comentários do Facebook