Fluxo intenso de veículos e ruas estreitas são as principais causas de atrasos dos ônibus, diz Auto Viação - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Fluxo intenso de veículos e ruas estreitas são as principais causas de atrasos dos ônibus, diz Auto Viação

Segundo a Auto Viação, as dificuldades atingem os usuários, a empresa e os motoristas

Informações Extra Comunica

Foto: Arquivo/ClicRDC

Um dos principais problemas enfrentados no transporte coletivo urbano de Chapecó compreende o atraso nas viagens, ou seja, o horário imprevisto que os ônibus chegam aos pontos de embarque e desembarque. Essa dificuldade, ao contrário do que possa parecer, não é encarada no dia a dia somente pelos usuários, mas também pela empresa concessionária do transporte urbano e seus motoristas, em decorrência das causas que levam aos atrasos. 

Conforme a constatação da Auto Viação Chapecó, uma das principais causas está no volume intenso de trânsito em muitas vias, como Nereu Ramos, Uruguai, Fernando Machado e São Pedro. Outras ocorrências que dificultam o cumprimento dos horários compreendem as ruas estreitas e sem preferencial para os coletivos, as paradas de ônibus não demarcadas, o espaço insuficiente para agilizar o embarque e desembarque em cada ponto e o estacionamento de veículos junto às paradas, principalmente no perímetro central da cidade.

Atualmente, os maiores gargalos são registrados nas quatro linhas (Cachenerê, Tomazelli, Vila Esperança e Universidade Federal) que atendem a região da chamada Grande Efapi, que concentra diversos bairros. Além disso, nesse trajeto estão em andamento as obras do elevado no entroncamento das vias Atílio Fontana, São Pedro e Leopoldo Sander.

As medidas para evitar

Uma das medidas adotadas pela empresa concessionária para evitar atrasos está na atuação permanente de despachantes no terminal. Esses profissionais monitoram o fluxo das viagens e, quando necessário, fazem a troca de veículos de uma linha para outra como forma de amenizar os atrasos. “Porém, nos horários de pico, ao meio-dia e no final da tarde, não há muito o que fazer, pois todas as viagens chegam e logo novamente o veículo tem que partir”, indica o gerente de Operações, Osmir Rodrigues da Silva. Ele exemplifica com o horário das 17h da Linha Tomazzelli, que retornaria normalmente ao terminal uma hora e 20 minutos depois mas pode voltar em até duas horas e meia.

Para permitir o monitoramento adequado, a empresa concessionária utiliza o sistema de rastreamento Eagle Track. Esse instrumento tem recursos que possibilitam verificar o horário de saída, o itinerário percorrido, o desvio de rota, a velocidade e as paradas nos pontos.

O que fazer

Quando há atraso, os usuários podem indicar ou buscar esclarecimentos com a empresa. Para tanto, estão disponíveis canais específicos para os passageiros. São eles: central de atendimento localizada na Avenida Nereu Ramos 287, próximo ao terminal urbano, de segunda a sexta-feira em horário comercial; telefone 0800/493111, com discagem direta gratuita; WhatsApp (49)98825-4929, pela página  facebook.com/autoviacaochapeco e o atendimento online no site www.autoviacao.com.br.

Comentários do Facebook