Operação Célula Oeste, que investiga organização criminosa, chega a 30 prisões

Ação da Polícia Civil identificou organização criminosa que atuava no Oeste catarinense

Foto: Polícia Civil

A operação ‘Célula Oeste’, da Polícia Civil, que identificou uma organização criminosa que atuava em diversos municípios do Oeste de Santa Catarina, continuou nesta quinta-feira (19). Durante a manhã, no município de São Pedro de Butiá, no Rio Grande do Sul, o trigésimo suspeito de envolvimento com a organização foi preso. 

De acordo com a Polícia Civil, a ação aconteceu através da Divisão de investigação Criminal de São Miguel do Oeste, com auxílio de Policiais Civis do Estado do Rio Grande do Sul. Ao todo, 30 prisões foram efetuadas e os presos são investigados por envolvimento com Organização Criminosa e tráfico de drogas.

O homem que foi detido nesta manhã estava foragido desde quinta-feira (19), após troca de informações acerca do paradeiro do suspeito. A Operação “Cédula Oeste” iniciou na quarta-feira (18), quando 29 pessoas foram detidas.

A investigação prossegue e o procedimento investigativo deverá ser logo concluído e remetido ao Poder Judiciário.

LEIA MAIS: Operação identifica organização criminosa no Oeste de SC;