Após troca de corpos de bebês, Polícia Civil irá investigar o caso em Chapecó

Foto: Arquivo pessoal/Reprodução ClicRDC

A Polícia Civil de Santa Catarina, pelas unidades da 12ª Delegacia Regional de Polícia de Chapecó (SC), irá investigar a suposta liberação para sepultamento de corpos de forma indevida, em Chapecó. Para o ClicRDC, uma familiar que não quis se identificar informou que os corpos de dois bebês foram trocados na hora de serem liberados para o sepultamento. Um dos bebês era um menino, que Márcia Cristina Cross – de 22 anos – esperava. Ela e o bebê faleceram entre domingo (15) e segunda-feira (16). No entanto, na urna funerária (caixão) entregue à família estava Márcia e o corpo de uma menina.

Conforme a Polícia CIvil, ao que consta, após o óbito de duas crianças da mesma idade, houve um equívoco na liberação dos corpos para sepultamento, cujas circunstâncias ainda não são totalmente esclarecidas.

As equipes da Polícia Civil estiveram no local para colher informações preliminares para iniciar uma investigação. Os policiais informaram que ainda não estão esclarecidos os motivos e condições do ocorrido, especialmente eventual responsabilidade e autoria.

Caberá à Polícia Civil a identificação de uma eventual infração penal. O Hospital onde ocorreu a troca já iniciou uma investigação em âmbito administrativo.

A Polícia Civil informou que outros detalhes serão mantidos em sigilo, não apenas para garantia da eficiência de eventuais diligências investigativas, mas também para preservar as famílias envolvidas.