Marco inicial do coronavírus foi registrado há um ano

A origem da Covid-19 ainda é incerta

Informação: G1

Foto: Divulgação OMS

A data de 17 de novembro de 2019 pode ter sido o marco inicial do coronavírus, que causou a pandemia registrada durante o ano de 2020. Embora as notificações oficiais só tenham sido mencionadas em dezembro do ano passado, há estudos que sugerem a circulação do vírus em agosto e há ao menos um relato na data de 17 de novembro. A data de origem da Covid-19 ainda é investigada

Paciente em novembro

Uma reportagem do jornal South China Morning Post, de Hong Kong, aponta acessos a documentos do governo chinês que mostram a primeira pessoa infectada como um morador de Hubei, de 55 anos. O rastreamento do caso exposto pelo jornal indica a data de 17 de novembro – há um ano atrás. 

A informação não é confirmada pelo governo chinês ou citada pela Organização Mundial da Saúde, que enviou uma equipe de pesquisadores à China para apurar a origem do Sars-Cov-2.

Coronavírus no Brasil

As amostras mais antigas do coronavírus no Brasil foram coletadas em novembro de 2019, em esgoto no município de Florianópolis, capital de Santa Catarina – dois meses antes do primeiro caso publicado no Brasil. Este registro é a primeira presença confirmada do vírus nas Américas. 

Pesquisas que investigam a origem

Uma pesquisa, publicada na revista  “Frontiers in Medicine”, indica que o coronavírus circulava em outubro, na cidade de Wuhan, província de Hubei. Outro estudo, do Instituto Nacional do Câncer (INT), sugere que o vírus circulava na Itália desde setembro de 2019. 

Já uma terceira pesquisa, da Escola de Medicina de Harvard, aponta que o vírus que causa a Covid-19 começou a circular em agosto, na China. A afirmação baseia-se em imagens de satélite e dados de site de busca, porém, a China refuta este relatório. 

Primeiros casos confirmados

A OMS emitiu o primeiro a letra da Covid-19 em 31 de dezembro de 2019, quando os primeiros casos começaram a surgir na cidade de Wuhan, na China. Os pacientes diagnosticados com a “pneumonia misteriosa” começaram a aparecer no Hospital de Wuhan a partir de 10 de dezembro.