Hipertensão arterial é a comorbidade que mais aparece nos óbitos por Covid-19 em Chapecó; confira

Homens são os que mais morrem pela doença no município; veja os dados do novo boletim

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Hipertensão arterial é a comorbidade que mais aparece nos óbitos pela Covid-19, em Chapecó. Segundo dados divulgados pela Administração Municipal nesta sexta-feira (11), a doença está associada a 66.6 % das mortes pelo novo coronavírus no município. Conforme o novo boletim semanal com informações ampliadas da Covid-19, homens são a maioria das vítimas fatais da doença.  

Outras comorbidades que aparecem nos óbitos em Chapecó são: Diabetes Mellitus (46.2%) e Obesidade (33.3).


Foto: Divulgação/Prefeitura de Chapecó

Vale lembrar, que uma pessoa pode apresentar mais que uma comorbidade. ’DBPOC’ significa doença broncopulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e/ou bronquite crônica).

Segundo o novo boletim, das 54 mortes até então – o óbito de um homem, de 74 anos, ainda não havia sido divulgado -, 31 são homens e 23 mulheres. O sexo masculino é também o que mais foi infectado pela doença em Chapecó.

3.540 homens tiveram a Covid-19, enquanto 3.047 mulheres foram infectadas pelo vírus.