OUÇA AO VIVO

InícioSAÚDEGripe, alergia, resfriado ou rinite? Entenda as diferenças e saiba quando procurar...

Gripe, alergia, resfriado ou rinite? Entenda as diferenças e saiba quando procurar ajuda

Foto: Distribuição

É comum confundir gripe, alergia, resfriado e rinite, pois esses problemas compartilham sintomas semelhantes e podem causar bastante desconforto no dia a dia. No entanto, para obter um diagnóstico preciso, é fundamental consultar um médico. Antes de explorar as diferenças entre esses problemas, é importante entender melhor cada um deles.

Gripe
A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório causada pelo vírus da influenza, que se propaga facilmente. Existem quatro tipos de vírus influenza: A, B, C e D. Para os humanos, os tipos A e B são os mais preocupantes, responsáveis por grandes epidemias de gripe. De acordo com a coordenadora médica do serviço de controle de infecção relacionadas à assistência de saúde, do Hospital Regional do Oeste (HRO), Carine Kolling, “os quadros gripais têm início mais abrupto, apresentam febre, mal-estar agudo, além de dor de garganta mais intensa, congestão nasal, coriza e tosse. As manifestações costumam durar períodos mais longos, de sete a dez dias. Para alguns grupos de pacientes pode haver indicação de tratamento com antiviral específico.”


Alergia
A alergia é uma reação exagerada do sistema imunológico a substâncias que normalmente não causam problemas na maioria das pessoas. Essas substâncias podem ser inaladas, ingeridas ou entrar em contato com a pele. Alguns alérgenos comuns incluem pólen, ácaros, mofo, pelos de animais, certos alimentos, picadas de insetos e alguns medicamentos.
Carine Kolling explica: “Os quadros alérgicos são manifestações de uma hiper-reatividade do nosso corpo frente a algum agente ambiental. Podem se manifestar como rinite alérgica, predominantemente com congestão nasal e coriza que se inicia abruptamente e costumam cessar em pouco tempo de maneira espontânea ou com uso de medicação (anti-histamínicos); em pessoas com história de asma pode haver chiado no peito e falta de ar, que melhoram com uso de broncodilatadores (bombinhas); também é possível a ocorrência de manifestações cutâneas como lesões avermelhadas com coceira associada.”

- Continua após o anúncio -


Resfriado
O resfriado é uma doença respiratória causada por diversos vírus, principalmente o rinovírus, mas também pelo para-influenza e pelo vírus sincicial respiratório (RSV). Os sintomas são parecidos com os da gripe, como coriza, congestão nasal e desconforto na garganta, mas são geralmente mais leves. O resfriado dura poucos dias e não costuma causar problemas graves de saúde.
Segundo Carine Kolling, “há uma grande quantidade de vírus que podem causar resfriados e para a maior parte deles não há tratamento específico além dos sintomáticos. A COVID-19 muitas vezes se enquadra dentre as causas de resfriado e para pacientes com maior risco de agravamento do quadro pode-se optar pelo uso de antiviral específico.”


Rinite
A rinite é a inflamação da mucosa do nariz devido à exposição a alérgenos como ácaros, pelos de animais, pólen e bolores. Atinge cerca de 25% das crianças e causa espirros repetidos, coriza, coceira no nariz, congestão nasal, olhos vermelhos e irritados, além de outros sintomas como tosse crônica noturna, sinusite, amigdalites e faringites.


Identificação
Gripe X alergia: A principal diferença é a presença de febre na gripe, que não ocorre nas reações alérgicas.
Gripe X rinite: A cor da secreção nasal pode ajudar; muco transparente indica rinite, enquanto secreção esverdeada ou amarelada indica gripe.
Gripe X resfriado: A gripe é geralmente mais intensa e pode levar a complicações graves, enquanto o resfriado é mais leve e dura menos tempo.
Alergia x resfriado: A alergia tende a durar mais que o resfriado, que normalmente dura até cinco dias.


Quando procurar ajuda
É crucial consultar um médico para um diagnóstico preciso. “Pacientes que apresentem os sintomas citados acima devem procurar atendimento preferencialmente nas unidades básicas de saúde ou pronto atendimentos, a não ser quando têm presença de falta de ar importante, piora importante do quadro clínico ou encaminhados de outras unidades quando houver indicação.” explica Caroline.


Dicas para evitar problemas
Identifique e evite o que gera a alergia.
Informe colegas e familiares sobre suas alergias.
Siga o tratamento prescrito por um médico.
Evite ambientes pouco ventilados.
Use umidificadores de ar em clima seco.
Tratamentos
O tratamento adequado deve ser indicado por um médico. Para sintomas leves, algumas medidas podem ajudar:
Repouso constante.
Beber muita água.
Uso de analgésicos para aliviar os sintomas.

A gripe, o resfriado e as alergias, são doenças que normalmente não evoluem para casos graves, por isso, a referência em atendimento se dá na unidade de saúde próxima da residência do paciente, ou nos prontos atendimentos. Mas, é importante reforçar que em caso de evolução das doenças para casos críticos, o HRO conta com toda uma estrutura de alta complexidade para auxiliar nessas demandas para toda a região Oeste de Santa Catarina. Lembre-se, o bem-estar do paciente é a maior preocupação do hospital.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

146,000SeguidoresCurtir
103,500SeguidoresSeguir
55,600SeguidoresSeguir
12,800InscritosInscreva-se