Gripe A: duas mortes e 22 casos confirmados da doença em Chapecó neste ano - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Gripe A: duas mortes e 22 casos confirmados da doença em Chapecó neste ano

Em Santa Catarina foram confirmados 168 casos da doença

Foto: Diego Redel/Agência RBS/BD

Chapecó é a cidade catarinense que possui o maior número de casos confirmados de gripe A. Em Santa Catarina foram registrados 168, desses 22 foram em Chapecó. Neste ano, foram 18 mortes causadas pela doença no Estado.  Os dados foram divulgados no boletim semanal da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), na segunda-feira (1).

Em comparativo com o boletim anterior, o número de mortes pela doença se manteve o mesmo. No entanto, o número de casos da doença no estado aumentou, de 156 do último relatório passou para 168.

Casos confirmados

Além de Chapecó, também foram confirmados casos nos municípios de Blumenau (17); Florianópolis (16); Joinville (15); Brusque (8), Balneário Camboriú (7); São José (6); Jaraguá do Sul e Lages (4); Coronel Freitas, Itajaí, Laguna e Tubarão (3).

Os municípios de  Biguaçu, Canoinhas, Concórdia, Cunha Porã, Maravilha, Mondaí, Pomerode, São Bento do Sul, São Francisco do Sul e Tijucas apresentaram dois casos cada.

 Já  em Abelardo Luz, Araquari, Armazém, Balneário Barra do Sul, Botuverá, Braço do Norte, Camboriú, Campo Erê, Criciúma, Flor do Sertão, Galvão, Itaiópolis, Itapoá, Jacinto Machado, Lauro Muller, Luiz Alves, Navegantes, Palhoça, Penha, São João Batista, Sombrio, Timbó, Tunápolis e Turvo foram registrados um caso cada.

Mortes

Três óbitos pela doença foram registrados em Joinville. Em Blumenau, Chapecó, Jaraguá do Sul e Tubarão foram confirmados dois casos cada.

As cidades de Balneário Camboriú, Biguaçu, Brusque, Canoinhas, Florianópolis, São Bento do Sul e São Francisco do Sul, também registraram uma morte pela doença em cada município.

Chapecó

Em 2019 foram registrados 22 casos da doença no município e duas mortes, que aconteceram no mês de maio.

A Secretaria de Saúde informou que as vítimas residiam em Chapecó. Uma mulher de 54 anos morreu no dia 26 de maio. A outra vítima, de 59 anos, faleceu no dia 29 do mesmo mês.