OUÇA AO VIVO

Início SAÚDE Governo de Santa Catarina divulgará novo Decreto com medidas de restrição para...

Governo de Santa Catarina divulgará novo Decreto com medidas de restrição para combate à Covid-19

Confira as principais medidas que serão anunciadas pelo Estado; veja como ficará a situação em Chapecó

|

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O Governo de Santa Catarina anunciou, nesta terça-feira (23), um novo Decreto com medidas de restrição contra a proliferação da Covid-19 no Estado. Conforme a nova determinação, os ônibus só poderão circular com 50% da capacidade de ocupação dos veículos e as atividades não essenciais serão fechadas entre das 0h até às 6h. As restrições valem para os próximos 15 dias. A informação foi divulgada pelo jornalista da NSC, Raphael Faraco. 

Outras medidas anunciadas foram que, atividades de lazer poderão ser praticadas com 25% da ocupação e baladas, shows e outros eventos similares estão proibidos.

Conforme o governo do Estado, uma reunião com o governador Carlos Moises, prefeitos, representantes de Poderes e o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro discutiu novos protocolos de enfrentamento à Covid-19. As medidas estão sendo debatidas com gestores municipais e posteriormente, serão publicadas em decreto.

Medidas em Chapecó

As novas medidas anunciadas pelo governo do Estado não alteram o Decreto divulgado pela Prefeitura de Chapecó, na segunda-feira (22). No município, as atividades não essenciais seguem fechadas até o próximo domingo (28), às 23h59.

Leia mais:

Prefeitura de Chapecó anuncia fechamento dos serviços não essenciais e toque de recolher

Delivery, construção civil, salão de beleza: Administração esclarece algumas dúvidas sobre atividades que podem ou não funcionar em Chapecó

Prefeito João Rodrigues libera “delivery” em Chapecó

Governador anuncia reforço na fiscalização e quase R$ 1 bi em recursos para medidas de enfrentamento à Covid-19 

O governador Carlos Moisés anunciou o aumento na fiscalização e recursos para, em parceria com gestores municipais, conter o avanço da Covid-19 em Santa Catarina. O governador confirmou que o Estado dispõe de R$ 600 milhões para ativação de leitos de UTI na rede privada, R$ 300 milhões para aquisição de vacinas e que um efetivo de 500 policiais militares atuará, exclusivamente, na fiscalização de atividades que estejam descumprindo os protocolos sanitários de prevenção ao novo coronavírus. 

O chefe do Executivo estadual destaca o aumento da fiscalização como estratégia fundamental de combate à Covid-19. “Estamos direcionando esta força operacional de 500 policiais militares para intensificar a fiscalização. É uma ação importante para que a gente tenha, de fato, um movimento de impacto que ajude a frear o contágio”, frisa Carlos Moisés. Segundo o governador, o foco é coibir atividades que não estejam cumprindo as regras.

Autoridades e participantes da reunião defendem a atuação conjunta entre poderes nas esferas estadual e municipal para conter o avanço da doença em Santa Catarina. O aumento da fiscalização para combater aglomerações e festas clandestinas foi citado como uma das frentes de atuação mais importantes no atual cenário da pandemia no estado. 

“Há necessidade de um esforço coletivo para a mudança de comportamento das pessoas”, avalia o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Mauro de Nadal. Segundo ele, as pessoas estão se contaminando em situações que poderiam ser evitadas, como é o caso de aglomerações clandestinas ou desnecessárias. 

O presidente da Fecam e prefeito de Araquari, Clenilton Pereira, reforçou que a união e o esforço coletivo em todas as esferas de poder é fundamental para salvar vidas e vencer a batalha contra a Covid-19.

121,267FansLike
41,652FollowersFollow
61,413FollowersFollow
3,090SubscribersSubscribe