Coronavírus em SC: Governo do Estado monta operação para entregar equipamentos em municípios do Oeste

Chapecó e Concórdia receberam equipamentos hospitalares, entre eles respiradores para o combate ao Covid-19

Foto: Mauricio Vieira / Secom

Uma nova operação foi montada pela Secretaria de Estado da Saúde, com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar nesta sexta-feira (15), para o enfrentamento à Covid-19. Equipamentos hospitalares, incluindo respiradores, foram enviados para os municípios de Chapecó e Concórdia. 

A operação contou com o apoio logístico do Batalhão de Operações Aéreas,  Resposta Aérea de Urgência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O avião Arcanjo 2 transportou três ventiladores mecânicos e oito circuitos de traqueia, equipamentos integrantes do conjunto dos respiradores e ventiladores mecânicos.

Material também foi enviado para Concórdia pelo Arcanjo 4: quatro ventiladores e quatro monitores parâmetros.

“São equipamentos que já estavam na própria estrutura do Estado e estamos realocando nesta região, para conter o avanço da Covid-19 no Oeste catarinense. Com eles, mais leitos de UTI serão criados naquela região”, ressalta o governador Carlos Moisés, durante coletiva à imprensa nesta sexta.

O secretário de Estado da Saúde, André Ribeiro, explica que um mapeamento foi feito, para verificar outros instrumentos que possam ser realocados.  “Essa semana conseguimos identificar quase 30 equipamentos assim para encaminhar para as localidades mais afetadas pela pandemia”, observa. 

O Governo do Estado vem atuando e investindo fortemente na região para o combate à pandemia. No total, foram enviados 10 ventiladores pulmonares, 20 monitores multiparâmetros e cinco ventiladores mecânicos de transporte para Chapecó desde o ínicio das ações. Com recurso federal ainda foram comprados 18 ventiladores.

Em abril, o Governo de SC repassou R$ 3,3 milhões para o Hospital Regional do Oeste, além de R$ 8,2 para o município de Chapecó. Além disso, o HRO e o Hospital da Criança têm convênio em análise para o complemento da estrutura para Covid-19. 

Para o Hospital da Criança de Chapecó foi depositada, no mês de abril, a quarta parcela da Política Hospitalar Catarinense no valor de R$ 41.300,00.

Em Concórdia, o Governo repassou R$ 2 milhões em recursos para o Hospital São Francisco, dentro da proposta da nova Política Hospitalar Catarinense, além de R$ 2,2 milhões para o município. Com a entrega realizada nesta sexta-feira, o município já recebeu oito ventiladores mecânicos e 12 monitores. 


Foto: Mauricio Vieira / Secom

Confira detalhes sobre os investimentos realizados no Oeste

Chapecó

R$ 3.386.396,04 no mês de abril (Hospital Regional do Oeste) – Recurso Estadual: R$ 1.926.396,04 e Recurso Federal: R$ 1.460.000,00

Equipamentos comprados pelo hospital: R$ 7.200.574,00

Mobiliário: R$ 1.545.000,00

Equipamentos em processo de compra pela SES: R$ 10.000.000,00 (entre os equipamentos estão 10 ventiladores Neo,1 ventilador transporte, 2 CPAP)

Com recurso federal foram adquiridos 18 ventiladores

Recursos para o município Chapecó:

R$ 8.208.655,64 no mês de abril para o município de Chapecó

Equipamentos Entregues

10 Ventiladores Pulmonares (5em 25/03 e 05 em 15.05)

20 Monitores Multiparâmetros (10 em 25 e 27/03 e outros dez no 28/04 )

05 Ventiladores Mecânicos de Transporte em 25/03

Novos Leitos UTI Covid: 10 leitos já estão habilitados pelo Ministério da Saúde

O HRO e o Hospital da Criança têm convênio em análise para o complemento da estrutura para Covid-19

Testes Rápidos: 3.380 caixas de testes (67.600 no total)

Concórdia

Foi depositado nesta sexta-feira, 15, R$ 2 milhões para o Hospital São Francisco de Concórdia, através da nova política hospitalar, R$ 2.040.000,00.

Recursos Federais R$ 720 mil ( habilitação 5 leitos UTI Covid)

Recursos para o município de Concórdia

R$ 2.263.536,59 no mês de abril

Equipamentos Entregues

08 ventiladores mecânicos 

12 monitores multiparâmetros 

Novos Leitos UTI Covid: 5 já estão habilitados pelo Ministério + 11 leitos encaminhados para habilitaçãoTestes Rápidos: 1.460 caixas com 20 testes (29.200 testes).