OUÇA AO VIVO

Início SAÚDE Colapso na saúde em Chapecó: Governador de SC chega nesta terça para...

Colapso na saúde em Chapecó: Governador de SC chega nesta terça para se juntar ao comitê de crise

|

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, estará em Chapecó (SC) nesta terça-feira (16), para se juntar ao comitê de crise, que discute novas medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 na região Oeste de Santa Catarina. Neste domingo (14), o prefeito do município, João Rodrigues, confirmou que o sistema de saúde está em colapso. O secretário de Estado da Saúde, André Ribeiro, e o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, chegaram nesta segunda-feira (15) e já participaram de algumas reuniões.

Comitê de Crise

Nesta segunda-feira (15) o secretário de Estado da Saúde do Estado, André Motta Ribeiro, o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, e o superintendente do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Ribeiro, deram início a montagem do Centro Integrado de Operações, com o objetivo de enfrentar o aumento de casos de Covid na região Oeste e lotação dos hospitais. “Primeiro vamos fazer um diagnóstico da situação. Nossa prioridade é aumentar o número de leitos e melhorar processos”, disse o secretário.

A equipe chegou no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso próximo das 9h e foi direto para a prefeitura de Chapecó, onde realizou uma reunião com o prefeito João Rodrigues, secretário de Governo, Thiago Etges, secretário da Saúde, Luiz Carlos Balsan, e equipe diretiva da Saúde.

O prefeito João Rodrigues explicou as medidas já tomadas, como fechamento de bares, pubs, tabacarias, cinemas e teatros, redução do horário dos restaurantes, suspensão das aulas presenciais, nova lei aumentando o rigor nas multas e interdição de estabelecimentos, aumento na fiscalização, testagem e contratação de mais médicos. Além disso a Secretaria de Saúde do Estado já mandou 15 respiradores para Chapecó neste mês, o que permitiu aumentar o número de leitos em UTI e em outros setores.

O secretário André Motta Ribeiro disse que as medidas são adequadas, mas que elas precisam ser tomadas em conjunto por toda a região e não somente pelo Estado. Ele falou que todos precisam unir forças. Uma reunião deverá ser convocada para amanhã, com prefeitos e secretários de Saúde.

No final da manhã a equipe se deslocou para o Hospital Regional do Oeste, para conversar com a direção e conhecer a estrutura disponível. No ano passado foi inaugurado um novo prédio, com 11 andares, mas que não foi ocupada nem metade dessa estrutura. O prefeito João Rodrigues disse que a abertura de 28 leitos de UTI e mais 30 de enfermaria ajudariam bastante, para reduzir as transferências de pacientes para outros hospitais.

122,811FansLike
41,652FollowersFollow
61,413FollowersFollow
3,090SubscribersSubscribe