OUÇA AO VIVO

InícioPOLÍTICACaiu o sistema? População de Chapecó reclama de falhas no atendimento de...

Caiu o sistema? População de Chapecó reclama de falhas no atendimento de saúde

Queixas partem de cidadãos,e até de vereadores da base do governo

Reclamações vindas de ouvintes do programa Som e Café News, da Oeste Capital FM, dão conta de uma situação que vem ocorrendo há alguns dias na estrutura de saúde pública de Chapecó: as falhas no sistema informático responsável pelo funcionamento geral dos atendimentos.

As “caídas” do sistema tem deixado o serviço essencial até inviável, com a dispensa de dezenas de pacientes dos locais de atendimento. Um caso concreto que chegou a redação da Oeste Capital ocorreu na manhã desta terça-feira (17), na Policlínica Municipal, no centro da cidade.

Um ouvinte levou a sua esposa, que possui um tumor no rim, para realizar uma consulta com especialista, que estava marcado há três meses. Por volta das 7h30 da manhã, todos os pacientes foram dispensados da Policlínica por, segundo a Prefeitura de Chapecó, um problema no firewall, dispositivo de segurança do sistema da Secretaria de Saúde, comum a todos os computadores.

- Continua após o anúncio -

Esta falha no firewall derrubou o sistema do serviço essencial entre o final da tarde de segunda-feira (16), e a manhã desta terça-feira. Segundo a Administração Municipal, em princípio, o problema já foi resolvido, e o sistema voltou a funcionar. A Secretaria de Saúde também está reorientando os coordenadores das unidades para que façam o atendimento dentro do que é possível, mesmo quando há queda do sistema.

No entanto, a indignação é expressa por parte da cidadania: “É uma vergonha! Não poderiam atender e depois colocar no sistema? E também uma falta de educação das senhoras que atendem lá. Já faz dias que tá acontecendo isso, uma mulher relatou, já foi duas, três vezes lá (na Policlínica), e sempre sem sistema”, afirma Maurílio, ouvinte do Som e Café News.

Este inconformismo também foi expressado por um vereador da base do governo João Rodrigues na sessão da última sexta-feira (13), da Câmara de Vereadores. O parlamentar Alamir Balbinot (PSD), que está cobrindo a licença temporária de Lauri Guisel (PSD), reclamou do atendimento que recebeu da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, do bairro Presidente Médici, durante uma crise renal que sofreu na sexta-feira anterior (06):

O vereador cita o projeto de terceirização da UPA 24h, que está tramitando na Câmara de Vereadores. A iniciativa para a mudança na administração da unidade é da Administração Municipal, e deve ser votada nos próximos dias no Legislativo.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,003FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe