Governadora Daniela diz buscar solução para as rodovias precárias do Oeste de SC

O foco de Daniela deve ser a infraestrutura; Ela visita a região nos próximos dias; Governadora comenta sobre saúde, segurança pública, rodovias e educação

Manifestantes fizeram bloqueios na SC-283 para pedir melhorias para a rodovia
Foto: Rotary/Palmitos

A governadora em exercício, Daniela Reinehr, deve visitar o Oeste catarinense nesta semana. Durante os dias que estará no comando do governo do Estado, Daniela garantiu que está atenta as demandas do Oeste Catarinense, que vão da saúde, segurança pública, as péssimas condições das rodovias. Ela assumiu o cargo, na segunda-feira (6), por 14 dias – período de férias do governador Carlos Moisés.


“Assumi o governo do Estado por 14 dias e agora mais responsabilidade que nunca, sentindo um pouco mais de perto a responsabilidade. Tenho vários projetos que busquei – ao longo do ano e nos últimos dias enquanto vice-governadora – que eu pretendo apresentar e entregar para Santa Catarina na próxima semana”, disse.


Leia também: “Pretendo honrar o compromisso com Santa Catarina com ainda mais determinação”, diz Daniela Reinehr ao assumir o governo do Estado

Ações prioritárias

Segundo Daniela, apesar da preocupação com todas as áreas, a atenção imediata da governadora estará voltada para a infraestrutura. Daniela acredita que com uma boa infraestrutura – boas rodovias – o Oeste e o estado irão crescer.


“Sou muito cuidadosa com a questão do desenvolvimento. Temos que fomentar o desenvolvimento de todo o potencial de Santa Catarina e dos catarinenses”, disse

Rodovias

Os moradores do Oeste reclamam das condições das rodovias na região. As péssimas condições da massa viária já foi alvo de manifestações e bloqueios, que visavam justamente chamar a atenção dos governantes. Daniela, que é natural de Maravilha e moradora de Chapecó, garante que está também é uma preocupação que mantém e que busca, junto com o governador Carlos Moisés, encontrar uma solução.

A governadora em exercício garantiu que fará visitas na região já na quarta-feira (8) e o foco principal será a infraestrutura, as rodovias. Ela pretende verificar novamente as condições das estradas, para buscar recurso que viabilizem a revitalização das SCs e também das BRs – junto ao Governo Federal.

“O clamor, a necessidade, está cada vez maior do Oeste para que a gente tenha condições de receber a matéria prima; de exportar o que produzimos. Também qualidade de vida para as pessoas que vivem aí, não só as que vivem, mas aos turistas que vem para o litoral e atravessam o Oeste inteiro e passam por nossas rodovias. Precisamos – urgentemente – encontrar um meio para resolver essa demanda, que é um passivo muito grande que recebemos e agora cabe a nós encontrar um meio de resolver”


Governadora fala sobre as rodovias

Saúde

As demandas no estado transitam em várias áreas, inclusive na saúde. Em Chapecó a principal demanda é em relação ao funcionamento da nova ala do Hospital Regional do Oeste (HRO) que ainda não está à disposição da população. A unidade hospitalar não é importante somente para o município, mas para toda a região do Oeste catarinense que também usufrui dos serviços do HRO.

Daniela garantiu que tem acompanhado de perto a situação. Confira o áudio:

Educação

No estado existem muitas pendências, mas em relação a área da educação a governadora está satisfeita. Segundo ela, o Governo fez vários investimentos na educação. Entre as obras citadas por Daniela estão as reformas da Escola Zélia Scharf e também a entrega da escola Zitta Flach em Chapecó.


A educação é uma das alegrias que temos. Está dando muito certo. Estamos conseguindo inovar, colocar tecnologia, colocar inovação nas escolas e investir na capacitação de professores, isso é muito importante“, avalia.



Segurança Pública

A governadora em exercício garante que os índices de criminalidade diminuíram no último ano. As ações conjuntas das forças de seguranças foram fundamentais para esse resultado, na avaliação de Daniela. Neste ano, a governadora reforça que os trabalhos seguirão, para garantir que os bons resultados se repitam.


“Esse ano que passou batemos recorde da diminuição da criminalidade, tivemos o menor índice de homicídios dos últimos anos. A forma como a gente administra a segurança pública no estado tem sido bem eficaz”, pontua.


Violência contra mulher

A violência enfrentada pelas mulheres catarinenses, principalmente nos lares, tem preocupado cada vez mais. O olhar da governadora também está voltado para o público feminino. Segundo ela, vários trabalhos são desenvolvidos no estado voltado para combater e atender as mulheres vítimas de violências.


“São todas as forças de seguranças trabalhando juntas, para que realmente possamos terminar com isso, mesmo sendo um objetivo distante zerar com isso – terminar com esses números – esse tem que ser o foco. Temos que conscientizar as pessoas e punir também. Porque é inadmissível que esse tipo de crime ainda aconteça”, analisa.


Agricultura

Daniela, além do cargo político que ocupa e da atuação na área de Direito, também é produtora rural. Ela afirma que a agricultura é uma das suas grandes paixões.

“Foi um ano muito especial para a agricultura, tivemos alguns percalços, mas no fim das contas conseguimos um bom resultado”.

Olhar para o Oeste

O Oeste catarinense, forte na agricultura e agronegócio, é considerado o interior do estado. Chapecó está há 550 km de Florianópolis. A distância com a capital é ainda maior para municípios que estão próximos à fronteira, como Dionísio Cerqueira, que está a mais de 700 km de distância. Além do afastamento geográfico, grande parte dos moradores do Oeste, também tem a sensação de esquecimento por parte dos políticos.

Conforme a governadora, esse sentimento que os moradores do Oeste têm do esquecimento sempre existiu. No entanto, sempre teve representantes.


“O Oeste de Santa Catarina sempre foi o que mais teve representantes e a gente recebeu o Estado nessa situação. Mas não é o momento de justificativa. Sei que não vai ser uma missão fácil, sei das dificuldades que vou enfrentar, da falta de recurso especialmente, as vezes de falta de projeto também, que impedem que a obra seja executada”, comenta.


Primeira mulher no cargo de governadora

Daniela foi a primeira mulher eleita como vice-governadora de Santa Catarina e agora marca um novo momento na história ao assumir o comando do Governo do Estado por 14 dias, período de férias de Carlos Moisés. Conforme a governadora é uma honra e um orgulho muito grande ser a primeira mulher a ocupar esse cargo.


“O meu nome já ficou na história por ser a primeira mulher eleita como vice-governadora. preciso deixar um legado, deixar uma marca. o que eu quero é deixar uma marca boa para orgulhar os catarinenses, o nosso estado”.


Em um período em que se fala da mulher ocupar espaços na sociedade e em cargos políticos, Daniela também reforça que a mulher precisa participar desse processo.


“É dentro da política que as coisas mudam e a participação da mulher é muito importante”.


Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom