Ficou barato: Chape perde de 1x0 e amarga oito jogos sem vencer no Brasileirão - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Ficou barato: Chape perde de 1×0 e amarga oito jogos sem vencer no Brasileirão

Com amplo domínio dos cariocas no primeiro tempo, Chape não suportou a pressão e perdeu em casa para o líder

Foto: Márcio Cunha | ACF

A Chapecoense perdeu para o Flamengo neste domingo (6), na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com amplo domínio no primeiro tempo, o time carioca marcou com Bruno Henrique e o Verdão não conseguiu empatar. Com a derrota, a Chape amarga a oitava derrota seguida no campeonato.



Sem vencer há sete jogos, a Chape entrou em campo neste domingo com um único pensamento: vencer. Mas do outro lado estava o líder do Brasileirão, o milionário Flamengo. Com menos de um minuto de jogo, o time carioca já assustou o goleiro Tiepo. O meia Renier cruzou da direita, Bruno Henrique pegou de primeira, mas a bola passou ao lado do gol do Verdão.

O Flamengo tinha 73% da posse de bola e domina todas as ações da partida. Dois lances em sequencia, o time carioca quase aumentou o placar. Aos 18’, de pé em pé, o Flamengo chegou no ataque da Chape. Bruno Henrique ajeitou a bola e chutou, mas a bola pegou na trave esquerda de Tiepo. Logo depois, aos 19’, a zaga da Chape deixou espaços, o zagueiro Pablo Marí avançou e chutou, mas a bola vai para fora, muito perto do gol do Verdão.

O jogo era do Flamengo, em especial do atacante Bruno Henrique. Aos 30’, o camisa 27 aproveitou o erro de Bryan, ficou cara a cara com Tiepo, mas o goleiro do Verdão conseguiu defender.  Logo depois, aos 31, Tiepo chutou a bola em cima de Bruno Henrique, que girou e chutou, mas o goleiro da Chape se recuperou e defendeu.

De tanto atacar, o Flamengo abriu o placar. Aos 34’, Vitinho fez o cruzamento e Bruno Henrique apareceu sem marcação para marcar pelo time carioca.

A Chapecoense não atacou no primeiro tempo. O Flamengo dominou desde o primeiro minuto. Aos 43’, Everton Ribeiro cobrou o escanteio, Rodrigo Caio se livrou da marcação e cabeceou, a bola passou ao lado da trave de Tiepo. O primeiro tempo acabou e a Chape não criou nenhuma chance.

O segundo tempo começou sem todo o domínio do Flamengo. A entrada de Camilo na Chape, fez o time ter mais posse de bola e atacar mais. Aos 8’, Régis avançou pelo lado direito, invadiu a área e bateu de esquerda, mas bola foi por cima do gol de Diego Alves.

Sem Gabigol e Arrascaeta, os ataques do Flamengo se concentravam em Bruno Henrique. Aos 16’, ele recebeu dentro da área e bateu, Tiepo fechou bem o ângulo e conseguiu a defesa. Em respostas, aos 18’, Vini Locatelli tabelou com Régis, recebeu dentro da área e bateu, mas Diego Alves fez boa defesa.

Aos 33’, mais uma vez o Flamengo chegou com perigo, desta vez com Pablo Marí. Rafinha cruzou da direita e o zagueiro subiu para cabecear. A bola bateu na trave direita de Tiepo.

A Chape tinha pouca força ofensiva, mas tentava o empate. Aos 43’, Márcio Araújo cruzou, Everaldo ganhou pelo alto e cabeceou, a bola vai no meio do gol e Diego Alves defende em dois tempos.  O Verdão não conseguiu o empate e perde em casa para o Flamengo.

Com a derrota o Verdão continua na lanterna do Brasileirão, com 15 pontos, com sete pontos atrás do Fluminense, primeiro fora do Z-4. Na próxima quarta-feira, às 20h30, a Chape enfrenta o Fortaleza no Castelão (CE).

Ficha Técnica

Chapecoense x Flamengo

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)           

 Data: 6 de outubro de 2019, Domingo
Horário: 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)                                                                                                      Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Chapecoense:  Tiepo 98; Bryan 31, Douglas 23, Rafael Pereira 33 e Roberto 90; Márcio Araújo 8, Elicarlos 86  e Campanharo 10 (Vini Locatelli 63); Renato Kayzer 9 (Camilo 88), Régis 83 (Arthur Gomes 27) e Everaldo 77. Técnico: Marquinhos Santos

Flamengo: Diego Alves 1; Rafinha 13, Rodrigo Caio 3, Pablo Marí 4 e Renê 6; Willian Arão 5, Gerson 8, Renier 19 (Berrío 28 (Lucas Silva 23)) e Everton Ribeiro 7; Bruno Henrique 27 e Vitinho 11 (Piris da Motta 25). Técnico: Alberto Valentim.

Cartão Amarelo: Elicarlos (CHA)

Gol: Bruno Henrique (FLA).