“Estou muito feliz de fazer parte da história do clube”, diz auxiliar técnico da Chape

Recém-chegado em Chapecó, Felipe Endres falou sobre este momento de parada

Foto: Márcio Cunha/ACF

O auxiliar técnico Felipe Endres chegou junto com Umberto Louzer no comando técnico do Verdão. O profissional, de 38 anos, é o braço direito do atual treinador da Chapecoense. Ele falou sobre o recente trabalho e como a pandemia da Covid-19 afeta o planejamento.

Endres estudou no Brasil e em Portugal. Após formação acadêmica, passou pelo Grêmio e Pelotas. Além disso, fora do país, também trabalhou na Austrália e no Paraguai. Para ele, a experiência entre o futebol de juniores e profissional soma neste momento da carreira.

Em entrevista coletiva – a distância, o auxiliar técnico da Chapecoense destacou o profissionalismo de Umberto Louzer. “Pensamos o futebol de uma maneira muito parecida, tanto em termos de jogo, quando de gestão, e isso é um grande ponto. Temos que seguir assim, trabalhando e pensando desta maneira”, disse.

Mesmo com a parada devido a pandemia do novo coronavírus, Felipe Endres disse que a comissão técnica alviverde trabalha diariamente focando a volta do futebol. “Diariamente conversamos sobre metodologia, sobre treinos, sobre pensamentos. Assistimos jogos tanto nossos, quanto de adversários. Buscamos ideias, jogadores. Acho que isso foi um ponto importante. Nos reunimos também com o clube e com a direção, sempre a fim de buscar aquilo que melhor venha a ajudar o clube no momento em que a gente se encontra”, destacou.

Felipe Endres revelou que veio para a Chapecoense devido a grandeza do clube. “Estou muito feliz de fazer parte da história do clube. Sei que temos muito para plantar, mas muito mais pra colher”.