Leonardo Granzotto apresenta defesa no pedido de impugnação da candidatura

Confira o que alegou a defesa no documento

Foto: Leonardo Vassoler/ClicRDC

A contestação do pedido de impugnação do candidato a prefeito de Chapecó (SC),  Leonardo Granzotto foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira (13).

O pedido foi registrado no dia 29 de setembro. O documento referente à candidatura de Leonardo Granzotto alega que o candidato não possui tempo de filiação suficiente no partido que representa. Segundo o material, assinado pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC), Granzotto teria filiado-se ao Patriota depois do prazo final para que ele pudesse candidatar-se a um cargo público – que, em 2020, foi na data de 15 de abril.

Nota Coligação “O Futuro é Agora”

Com relação ao pedido de impugnação do registro da candidatura de Leonardo Granzotto (51), a Coligação “O Fututo é Agora” informa que todos os prazos legais de filiação do candidato foram cumpridos. Está muito claro que o ajuizamento da ação foi precipitado e não reflete a realidade.

O que explica o fato do Granzotto ter sido incluído na lista especial, foi um problema do sistema “filia” da própria Justiça Eleitoral.  O PATRIOTA foi informado que a inclusão do registro da transferência de domicilio eleitoral não foi possível naquele momento.

Portanto, o partido segue tranquilo com relação ao registro da candidatura, confiando plenamente que a ação não prosperará.

contestacao-airc-leonardo-homrich-granzotto