OUÇA AO VIVO

InícioClicAgro-PETProdutividade do trigo deve crescer com inovações

Produtividade do trigo deve crescer com inovações

ClicAgro-Pet - O seu boletim diário com as notícias do campo


A expectativa é otimista para os triticultores brasileiros em 2024, conforme previsão da Conab. Mesmo com uma redução na área cultivada, a produtividade do trigo no país deve aumentar em 26%. Essa conquista é impulsionada por avanços no manejo de doenças, com destaque para o lançamento do fungicida Sistiva pela BASF.

O trigo desempenha um papel crucial na agricultura brasileira, influenciando positivamente a sucessão de cultivos e melhorando as condições do solo. No entanto, desafios como o oídio e a ferrugem representam ameaças significativas à produção, especialmente em anos de calor intenso.

Thiago Antônio Manchini, engenheiro agrônomo em Cruz Alta, RS, ressalta a importância do controle de doenças para garantir o sucesso da cultura do trigo. Ele destaca que o Sistiva tem se mostrado uma ferramenta eficaz, proporcionando um melhor estabelecimento das plantas desde a fase de germinação das sementes.

- Continua após o anúncio -

Os resultados promissores do Sistiva são corroborados por Juliano Berguetti, também engenheiro agrônomo na região. Ele enfatiza a redução da presença de oídio e a flexibilidade nas aplicações durante a fase inicial do manejo do trigo, graças à residualidade do fungicida.

“Na área do Sistiva, a gente observou que tem o melhor estabelecimento das plantas. Esse é um ponto importante, já que a carboxamida (ingrediente ativo) no tratamento de semente traz maior segurança”, pontua Manchini.

Com essas inovações, os triticultores brasileiros estão preparados para aumentar sua produtividade e garantir a sustentabilidade de suas operações. O investimento em soluções como o Sistiva não apenas impulsiona o setor agrícola, mas também contribui para o desenvolvimento econômico do país, promovendo a segurança alimentar e o bem-estar da população.

Fonte: Agrolink

Cotações:
⦁ Dólar: R$ 5,00
⦁ Saca da soja 60kg: R$ 124,14
⦁ Saca de feijão carioca 60kg: R$ 236,65
⦁ Saca de feijão preto 60kg: R$ 260,75
⦁ Saca de milho 60kg: R$ 62,75
⦁ Arroba do boi: R$ 230,90
⦁ Litro do leite: R$ 2,13

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

141,000SeguidoresCurtir
71,800SeguidoresSeguir
56,300SeguidoresSeguir
12,500InscritosInscreva-se