OUÇA AO VIVO

InícioClicAgro-PETPesquisadores identificam nova praga de pastagens em Santa Catarina

Pesquisadores identificam nova praga de pastagens em Santa Catarina

ClicAgro-Pet - O seu boletim diário com as notícias do campo

Foto: Divulgação / Epagri

Leandro do Prado Ribeiro, entomologista e pesquisador do Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Epagri/Cepaf), liderou uma equipe internacional de pesquisadores na identificação de uma nova praga afetando pastagens de grama-bermuda em Santa Catarina. A cigarrinha Metadelphax propinqua, conhecida por causar danos a várias culturas, foi identificada pela primeira vez no Brasil associada a cultivares de grama-bermuda, uma forrageira amplamente utilizada no estado.

O surto da cigarrinha foi inicialmente observado em áreas de produção de feno em Chapecó e outros municípios da região Oeste no período de janeiro e fevereiro de 2023. Leandro Ribeiro relata que, além de danificar as plantas, a praga também apresentou características preocupantes, sendo relatada como vetor de importantes fitopatógenos para a grama-bermuda e outras plantas cultivadas, incluindo o milho.

As análises morfológicas e moleculares foram conduzidas no Laboratório de Entomologia da Epagri/Cepaf, em parceria com pesquisadores do CAV/Udesc e da University of Delaware, nos Estados Unidos. As plantas afetadas exibiram clorose foliar, redução no crescimento e secreção de honeydew, contribuindo para o desenvolvimento de fumagina, um fungo prejudicial às plantas.

- Continua após o anúncio -

O pesquisador alerta para a importância do monitoramento das áreas afetadas, enfatizando a falta de ferramentas de manejo específicas para essa espécie no Brasil. Dada a natureza polífaga da cigarrinha, que se alimenta de diversas plantas, o impacto nos sistemas de produção de forragem em Santa Catarina precisa ser avaliado e gerenciado. A similaridade genética entre as populações identificadas em Santa Catarina e amostras da Argentina também foi destacada, revelando uma característica pantropical da espécie, presente em várias regiões do mundo. O estudo foi recentemente publicado na revista Neotropical Entomology.

Cotações:
⦁ Dólar: R$ 4,94
⦁ Saca da soja 60kg: R$ 131,84
⦁ Saca de feijão carioca 60kg: R$ 339,03
⦁ Saca de feijão preto 60kg: R$ 336,31
⦁ Saca de milho 60kg: R$ 70,12
⦁ Arroba do boi: R$ 252,65
⦁ Litro do leite: R$ 2,01

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

141,000SeguidoresCurtir
71,800SeguidoresSeguir
56,300SeguidoresSeguir
12,500InscritosInscreva-se