OUÇA AO VIVO

InícioClicAgro-PETClicAgro-PET #138: Santa Catarina enfrenta desafios nas exportações de carnes em 2024

ClicAgro-PET #138: Santa Catarina enfrenta desafios nas exportações de carnes em 2024

Por Camila Moraes, Economista do Observatório Fiesc

Foto: Divulgação

As exportações de Santa Catarina, especialmente no setor agroindustrial, têm sido um destaque no cenário internacional. As carnes de aves e suínas lideram a pauta exportadora do estado, porém, em 2024, enfrentam uma fase de desafios significativos.

Queda nos valores monetários das exportações

No acumulado do ano, de janeiro a maio, as exportações catarinenses registraram uma queda no valor monetário, tanto em relação ao ano anterior quanto em uma análise interanual do mês de maio. Esse recuo é particularmente evidente nas carnes suínas e de aves. Apesar do crescimento em quantidade exportada, a desvalorização dos preços internacionais das commodities impactou negativamente os montantes monetários exportados.

- Continua após o anúncio -

Desaceleração da demanda chinesa

Um fator crucial para a diminuição nas exportações de carne suína foi a redução da demanda pela China, que é o segundo maior importador desse produto de Santa Catarina. No final de 2023, os produtores chineses aumentaram significativamente a produção de suínos, esperando um consumo maior que não se concretizou. Como resultado, a China ajustou suas importações, levando a uma queda nas compras de carne suína catarinense.

Impacto da desvalorização dos preços das carnes de aves

As carnes de aves, o principal produto exportado pelo estado, também sofreram uma desvalorização nos preços internacionais. Apesar disso, houve um crescimento na quantidade exportada. Países como Japão e Arábia Saudita mantiveram suas compras, enquanto novos mercados, como o México, aumentaram suas importações devido à política de zero taxa de importação, incentivando o consumo de produtos básicos.

Soja e a oferta global

Outro produto que teve um impacto significativo na balança comercial foi a soja, que apresentou a maior queda no valor monetário exportado. A oferta global do grão aumentou devido às boas safras na América do Sul, resultando em preços estáveis, mas com uma concorrência maior, diminuindo as exportações do estado.

Expansão de mercados e perspectivas futuras

Apesar dos desafios, Santa Catarina conseguiu expandir seus mercados, com o México destacando-se como um novo e importante comprador de carnes de aves. Esta expansão é vital para a diversificação e fortalecimento da pauta exportadora do estado.

Convido todos a acompanharem essas e outras informações no site do Observatório Fiesc. Elaboramos boletins mensais sobre a balança comercial, produção industrial, emprego e atividade econômica em Santa Catarina. Acesse https://observatorio.fiesc.com.br/ para mais detalhes e utilize nossos painéis interativos para análises detalhadas por município e setor.

Camila Moraes
Economista, Observatório Fiesc

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

146,000SeguidoresCurtir
103,500SeguidoresSeguir
55,600SeguidoresSeguir
12,800InscritosInscreva-se