Obra do elevado em Chapecó: “Nós não teremos mais problemas de trânsito naquela região”, afirma secretário

O Secretário de Desenvolvimento Urbano, Américo do Nascimento falou com o ClicRDC sobre as obras do elevado e outras obras que estão na pauta da Secretaria; confira a entrevista

Foto:ClicRDC

“Cerca de 54% da obra está pronta”, disse o Secretário de Desenvolvimento Urbano de Chapecó,  Américo do Nascimento em entrevista ao ClicRDC, na quarta-feira (24), sobre as obras do elevado no cruzamento das Avenidas Atílio Fontana e Leopoldo Sander. Américo adiantou que, no sábado (27), às 8h30 será colocada a primeira viga sobre as pilastras. O secretário ainda falou sobre a revitalização da Leopoldo Sander, a ligação da SCT-283 com a BR-282 e os próximos passos da obra do elevado.

Confira a entrevista do Secretário de Desenvolvimento Urbano, Américo do Nascimento para o ClicRDC:

ClicRDC: Como está o andamento das obras do elevado?

Secretário Américo do Nascimento: Nós fizemos uma readequação do cronograma das obras do elevado assim que reiniciamos as obras e elas estão andando rigorosamente dentro do nosso cronograma. Então, se tudo se manter na maneira que está, entregaremos esta obra no final de fevereiro, começo de março [2020] para Chapecó.

No sábado (27), às 8h30 colocaremos a primeira viga sob os pilares do elevado. As vigas medem 25 metros e nós as trouxemos de Erechim (RS), onde foram fabricadas. Ao todo são 16 vigas e o transporte foi feito uma por vez, por ser muito delicado. Para ter uma ideia, o transporte não foi feito pela ponte do Goio Ên, elas precisaram ser trazidas pelo Trevo do Irani, pelo seu tamanho. A última viga foi descarregada na terça-feira (23).

Neste período que estávamos trazendo as vigas, foram feito os pilares. Esses pilares foram armados em loco, não são estruturas pré-moldadas, são estruturas feitas no local.

Agora, iremos montar as vigas, colocaremos uma do lado da outra. Isso vai gerar um pouco de transtorno no trânsito, mas pedidos a colaboração da população quanto a isso, até por isso escolhemos o sábado e o domingo, por serem dias mais tranquilos.


Foto: ClicRDC

ClicRDC: Dentro desta previsão, não estão programados atrasos?

Secretário Américo do Nascimento: Dentro do cronograma que fizemos não estão programados atrasos. Claro que devido a questões climáticas, podem haver problemas. Nós estamos com a empreiteira, compensando em outras obras. Por exemplo: quando chove demais, ela compensa na confecção das vigas, dos pilares, na parte mais civil da obra. Quando o tempo é bom, nós fizemos as alças laterais, nos trabalhamos nas montagens das vigas.


Trânsito na manhã de sexta-feira (26) – Foto: ClicRDC

ClicRDC: Em porcentagem, em qual etapa está a obra?

Secretário Américo do Nascimento: Cerca de 54% da obra está pronta. Até agora já fizemos terraplanagem, drenagem, pavimentação e fundações. Eram obras que não apareciam tanto. Agora, vem a parte que aparece: os pilares, as vigas, a montagem do elevado.

ClicRDC: Existem alterações programadas para a próxima semana?

Secretário Américo do Nascimento: Depois que finalizarmos a colocação de todas as 16 vigas, nós vamos ter uma readequação sim, nós vamos jogar todo o trânsito da Leopoldo Sander, para baixo do elevado, para termos mais espaço para trabalhar melhor as pontas do elevado, mas isso dependerá da execução.

ClicRDC: Quais são as próximas etapas da obra?

Secretário Américo do Nascimento: Será feito o selamento das vigas e vai ser dado o início a construção das pontas do elevado. Onde vai começar a montar as paredes, semelhante ao do Elevado Chapecó, no acesso a cidade pela BR-282. Após montada esta estrutura, será colocado terra dentro, porque ele é aterrado, será compactada a terra até dar forma as pontas do elevado.



ClicRDC: Quanto foi o investimento na obra?

Secretário Américo do Nascimento: Foram investidos 11 milhões e 300 mil reais na obra. Esse é planejamento de gastos para o elevado. Estamos pagando regularmente em dia e isso faz a obra ficar mais rápida. Pagar em dia, nos dias atuais, é um grande fato. 

Eu preciso ressaltar que a demora que se deu na obra, se deu em duas situações: A primeira foram as ligações de fibra ótica e esgoto que passam por ali e a segunda, as desapropriações, que demandaram um pouco mais de tempo, porque foram judicializadas. Então essas duas coisas deram uma atrasada nas obras, mas agora não temos nenhuma situação que faça ela atrasar, a não ser a questão climática, que torcemos para conseguirmos trabalhar, mesmo nos dias de chuva.

ClicRDC: Quais melhorias o elevado traz para o trânsito de Chapecó?

Secretário Américo do Nascimento: O elevado vai acabar de vez com o ‘gargalo’ do entroncamento da Avenida Atílio Fontana, com a Avenida Leopoldo Sander. Não terá mais esse problema, nós não teremos mais carros reduzindo a velocidade e buscando o seu caminho pelas laterais para acessar, tanto a Leopoldo Sander, como a Atílio Fontana. O problema de trânsito, que era um problema de anos, um ‘gargalo’, que era estrutural, será totalmente resolvido, nós não teremos mais problemas de trânsito naquela região, na questão de cruzamento, seja pelo o elevado ou pelas alças que estão sendo construídas.

Esta obra nos ajuda a seguir em frente com outros processos. Agora licitaremos a ligação da SCT-283 com a BR-282, que eu chamo de “Avenida das Cooperativas”, pois as agroindústrias utilizarão o local para o seu transporte. O prefeito Luciano Buligon e o governador Carlos Moisés estarão assinando o convênio para os próximos dias. Essa obra vai reduzir o trânsito da região, por que irá tirar os caminhões pesados e fará com que as pessoas que acessam as cidades de Guatambu, Caxambu do Sul e Planalto Alegre, que obrigatoriamente passam pelo Atílio Fontana e Leopoldo Sander possam ir para estas cidades pelo contorno da SCT-283.

O prefeito Buligon ainda busca recursos para fazer a revitalização da Avenida Leopoldo Sander. Com base nisso, nós temos o Contorno Oeste pronto, o acesso a Chapecó pronto, o Elevado estará pronto em fevereiro, no final do ano, o prefeito Buligon estará licitando o acesso da SCT-283 com a BR-282 e quem sabe conseguimos captar recursos para a revitalização da Leopoldo Sander. Nós não criamos apenas uma solução para o elevado, mas sim uma solução integrada, que é trabalhada com muita responsabilidade para o município de Chapecó.