Novo ciclone provocará chuvas e fortes rajadas de ventos no Oeste Catarinense, diz Epagri/Ciram

Conforme a Epagri, apesar da previsão de ventos fortes, esse evento é menos intenso do que o ciclone bomba da semana passada

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Em nota meteorológica divulgada nesta segunda-feira (6), a Epagri/Ciram confirmou que o novo ciclone extratropical, que se formou na altura do litoral do Rio Grande do Sul provocará chuvas, com temporais localizados e fortes rajadas de vento, entre a terça-feira (7) e a quarta-feira (8), em especial nas regiões entre o Oeste e o Sul de Santa Catarina.


Leia Mais: Atenção: Defesa Civil alerta para chuva volumosa no Oeste Catarinense


Conforme a Epagri/Ciram, entre o Oeste e o Sul do Estado, os ventos devem atingir entre 50 a 70km/h. Já no litoral de Santa Catarina, o ciclone pode provocar ventos de até 80km/h. Na nota, a Epagri/Ciram ressalta que apesar da previsão de ventos fortes, os eventos desta terça-feira e quarta-feira são menos intensos que o ciclone bomba que atingiu o Estado na semana passada e deixou 11 mortos.

Confira a nota da Epagri/Ciram

Entre a próxima terça (07) e quarta-feira (08), um novo ciclone extratropical se forma na altura do litoral do RS, típico de inverno. A formação desse sistema deve provocar chuva e rajadas de vento de 50 a 70 km/h em SC, especialmente nas regiões do oeste ao sul de SC, com risco de temporais localizados. Na quarta-feira (08), o ciclone provoca ventos mais intensos no litoral de SC (60 a 80 Km/h) e agitação marítima.

Ressalta-se que, apesar da previsão de ventos mais intensos, este evento é menos intenso do ocorrido nos dias 30/06 e 01/07. Ciclones extratropicais são sistemas frequentes na costa sul do Brasil, causando alagamentos e ressacas, especialmente nos meses entre abril e setembro. Em média, nessa época do ano, dois a três ciclones em cada mês se formam no litoral do Uruguai e Sul do Brasil, influenciando as condições de tempo no litoral de SC. Confira sempre a previsão de tempo da Epagri/Ciram, acompanhando a atuação dos ciclones no estado.