Serviço Médico conclui laudo sobre causa da morte de família catarinense no Chile - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Serviço Médico conclui laudo sobre causa da morte de família catarinense no Chile

A perícia que aponta a causa da morte dos brasileiros mortos no Chile, na última quarta-feira (22), foi concluído pelo Serviço Médico Legal do país chileno. As informações do laudo somente serão divulgadas após os familiares serem comunicados. Os familiares deve fazer o reconhecimento das vítimas nesta quarta-feira (29).

O diretor-geral do Serviço Médico Legal, Jorge Lopez, em entrevista a NSC informou que os laudos foram encaminhados para a Polícia do Chile que investiga o caso.  O diretor ainda disse que com os laudos prontos os procedimentos para a liberação dos corpos devem ser mais rápidos.

Vítimas

No apartamento, estavam um casal e seus dois filhos. Fabiano de Souza, de 41 anos e sua esposa Débora Muniz Nascimento de Souza, de 38 anos, moravam em Biguaçu. Ele trabalhava como pedreiro e ela como coordenadora pedagógica em uma creche. Os dois são pais de Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos, e Felipe Nascimento de Souza, de 13.

Além deles, também estavam entre as vítimas um casal que morava em São Paulo. Jonathas Nascimento Kruger, 30 anos era catarinense e irmão de Débora. Ele era casado com Adriane Krueger, que é de Goiânia.

Velório

Após o translado dos corpos, os familiares pretendem realizar um velório coletivo na cidade de Biguaçu, onde viviam quatro vítimas.

Informações NSC