OUÇA AO VIVO

InícioSEGURANÇA PÚBLICAPolícia Civil de Santa Catarina inaugura Sala Lilás no Oeste de SC

Polícia Civil de Santa Catarina inaugura Sala Lilás no Oeste de SC

Foto: Divulgação / PCSC

A Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC) inaugurou nesta quinta-feira, 4, a Sala Lilás de Campos Novos. Localizada na 26ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Campos Novos, o espaço é destinado a atender vítimas de violência. Essa é a 33ª Sala Lilás ativada no estado. A inauguração contou a presença do Diretor de Polícia do Interior (DPOI), delegado Antonio Lucas Ferreira Pinto e do delegado regional Adriano Almeida, entre outras autoridades.

“O enfrentamento à violência doméstica e familiar é um compromisso da Polícia Civil. Assim, está sendo  instalada em Campos Novos mais uma Sala Lilás, um espaço humanizado e que tem por finalidade proporcionar um melhor acolhimento às vitimas de violência doméstica”, assinalou o titular da 26ª DRP, delegado Adriano Almeida.

A Sala Lilás é um espaço criado para prestar atendimento especializado e humanizado às mulheres que sofreram violência física e sexual, evitando que a vítima fique exposta na delegacia. A arquitetura da sala contempla uma necessidade básica da vítima de violência: o acolhimento e a garantia de segurança. Como muitas vezes a mãe chega à unidade policial, acompanhada dos filhos, a sala também está adaptada para receber criança.

Em Santa Catarina, a PCSC mantém uma série de programas que envolvem informação, proteção e repressão aos crimes envolvendo violência contra a Mulher. Dentro do programa PC por Elas, as Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e Idoso (DPCAMI) – são 32 unidades policiais no estado – além do atendimento e investigação das ocorrências, têm uma atuação constante junto à comunidade. As DPCAMI promovem ações não só para mulheres, mas também para adolescentes, com objetivo de disseminar a informação para conscientizar os grupos sobre quais os tipos e os ciclos da violência.

- Continua após o anúncio -

As unidades policiais também estão integradas aos demais órgãos que formam a rede de proteção para que a mulher, vítima de violência, acesse os serviços públicos que auxiliam na retomada do comando de sua vida.

No último dia 4 de março, a PCSC lançou o programa A Mulher Tem Voz que prevê ações de proteção e orientação em espaços de entretenimento com treinamento dos colaboradores de bares, restaurantes, por exemplo, para acolher e buscar ajuda em casos de violência ou assédio contra mulheres.

Outra ação interessante é Papo de Homem, conduzido por um policial civil e que destina a promover a reflexão entre homens que cometeram algum tipo de agressão de menor potencial ofensivo.

Importante ressaltar que a Polícia Civil de Santa Catarina atende mulheres vítimas de violência doméstica 24 horas por dia por meio da Delegacia Virtual (www.pc.sc.gov.br), que pode ser acessada de qualquer lugar e a qualquer tempo.

Na Delegacia Virtual, as vítimas podem fazer o Boletim de Ocorrência e, inclusive, pedir medidas protetivas que são imediatamente encaminhadas ao Poder Judiciário, uma ferramenta muito eficiente e pioneira no país.

Por Secom

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

146,000SeguidoresCurtir
103,500SeguidoresSeguir
55,600SeguidoresSeguir
12,800InscritosInscreva-se