Oito suspeitos são presos por envolvimento em morte de cacique - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Oito suspeitos são presos por envolvimento em morte de cacique

Os policiais federais tinham nove mandados de prisão e 10 de busca e apreensão


Foto: Divulgação/Polícia Federal

Informações: G1

A Polícia Federal realizou operação na manhã de terça-feira (26) para prender suspeitos de matar o cacique Antônio Mig Claudino na Reserva Indígena Serrinha, em Ronda Alta (RS). O crime ocorreu em 2017.

Os policiais federais tinham nove mandados de prisão e 10 de busca e apreensão a cumprir nos municípios gaúchos de Pelotas, Ronda Alta, Planalto, Constantina e Três Palmeiras, e em Chapecó (SC). Até o começo da tarde, oito pessoas haviam sido presas.

O inquérito policial apurou que o crime foi minuciosamente planejado, tanto para garantir a execução da vítima quanto para prejudicar a investigação. Ao menos uma testemunha do crime teria participado da ação, com o objetivo de atrair o cacique e, posteriormente, fornecer informações desconexas aos policiais.


Foto: Divulgação/Polícia Federal

Conforme a PF, a investigação indica que dois “matadores” que atuam no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina foram contratados por pelo menos quatro indígenas da região para realizar a execução, motivada pela disputa da liderança, dinheiro oriundo de arrendamento de terras indígenas e vingança.

Durante os dois anos de investigação, diversas diligências foram realizadas, inclusive a reconstituição do crime. A PF ouviu aproximadamente 60 pessoas, realizou perícias e houve troca de informações com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

A operação teve como objetivo confirmar a participação dos investigados no homicídio e acrescentar novos elementos às informações já coletadas. A operação tem o apoio das polícias Militar e Civil do estado de Santa Catarina.


Morte do cacique


Foto: Divulgação/Polícia Federal

O crime ocorreu em 20 de março de 2017. O cacique, que tinha 57 anos, foi atingido por cinco tiros, quando estava em um bar com outro indígena na aldeia localizada na região do Alto Recreio.

Conforme o delegado Leandro Guimarães Antunes, um homem desceu de um veículo, se aproximou e deu os disparos. O cacique foi atingido na região do pescoço e nuca. Já o outro indígena ficou ferido por um tiro de raspão. O cacique chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Comentários do Facebook