Mulher é indiciada por denúncia caluniosa no Oeste de SC

Segundo a Polícia Civil, a mulher relatou que foi agredida pelo ex-marido – o que não aconteceu

Foto: Divulgação

A Polícia Civil concluiu, durante a semana, um inquérito policial que indicia uma mulher pelo crime de denunciação caluniosa. A informação foi divulgada na quinta-feira (30) e refere-se a um caso que aconteceu no município de São João do Oeste (SC). 

Segundo a Polícia, em maio deste ano, a mulher, que tem 47 anos, foi até a Delegacia de Polícia e registrou um boletim de ocorrência com a alegação de que o ex-companheiro teria ameaçado e injuriado-a pelo telefone. Ainda segundo a Polícia Civil, na ocasião, um inquérito foi instaurado para apurar o suposto crime de ameaça e injúria, praticado no âmbito da Lei Maria da Penha.

Após diligências e medidas judiciais, a Polícia Civil concluiu que a mulher fez alegações contra o ex-companheiro mesmo ao saber que ele era inocente, pois as investigações apontam que o fato que foi relatado por ela não aconteceu. 

A Polícia informou que, por isso, a mulher foi indiciada pelo crime de denunciação caluniosa – infração penal que afronta a Administração da Justiça e causa empenho da Polícia Judiciária na apuração de crime que não aconteceu. A pena é de dois a oito anos de reclusão.