Morte de homem que tentou agredir policiais será investigada no Oeste Catarinense

Na noite do sábado, PM divulgou uma nota sobre a ocorrência

Foto: Evandro Maraschin / Rádio Porto Feliz

Durante uma ocorrência policial em Mondaí, no Oeste de Santa Catarina, um homem morreu baleado, após tentar agredir policiais militares com um facão, no sábado (21). Neste domingo (22), a Polícia Civil informou que irá investigar o caso. Segundo a nota da Polícia Militar (PM), “Como o autor continuou a investir contra os policiais, após diversas tentativas de conter o homem por intermédio de equipamentos de menor capacidade lesiva, foi necessário o uso de arma de fogo para contê-lo e evitar que um dos membros da guarnição fosse atingido gravemente”.

Conforme a Polícia Civil (PC), o Delegado de Polícia plantonista conversou com três testemunhas e dois policiais militares que atenderam a ocorrência. A PC também realizou a perícia criminal no local. Foram identificados e apreendidos objetos relacionados aos fatos (facão, faca, cápsulas), além da verificação de imagens de circuito interno de monitoramento de empresas das proximidades.

A Polícia Civil informou que o Delegado de Polícia decidiu por não prender em flagrante o do policial militar responsável pelos disparos. Segundo ele, os elementos colhidos preliminarmente deixavam claro que o policial agiu em legítima defesa. O delegado também levou em conta a apresentação espontânea do PM após os fatos.

Foi instaurado Inquérito Policial que será submetido ao Ministério Público e Poder Judiciário.

Confirma a nota da Polícia Militar:     

Nota à Imprensa

A respeito da ocorrência policial na cidade de Mondaí no dia 21 de março de 2020, a Polícia Militar informa o que segue:

1-      A Polícia Militar foi acionada via Central Regional de Emergência (190) para o atendimento de ocorrência de violência doméstica;

2-      Ao chegar no local, os policiais se depararam com o agressor, que estava visivelmente alterado e, de imediato, iniciaram os procedimentos de abordagem;

3-      O envolvido não acatou as ordens da guarnição e tentou correr para o interior da residência onde estava a suposta vítima, sendo necessária a utilização de dispositivo neuro-incapacitante, que não foi suficiente para contê-lo;

4-      O agressor retornou portando um facão e investiu contra os policiais, tentando atingir os militares com a arma branca;

5-      Um dos policiais tentou ainda conter o agressor utilizando arma com munição de borracha, que também se mostrou insuficiente;

6-      Como o autor continuou a investir contra os policiais, após diversas tentativas de conter o homem por intermédio de equipamentos de menor capacidade lesiva, foi necessário o uso de arma de fogo para contê-lo e evitar que um dos membros da guarnição fosse atingido gravemente;

7-      Os policiais acionaram imediatamente o Corpo de Bombeiros e o Hospital de Mondaí para que os atendimentos pré-hospitalares necessários fossem tomados. Diante dos fatos, o envolvido foi conduzido ao centro médico e posteriormente veio a óbito em virtude dos ferimentos.

A Polícia Militar procederá a instauração de Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias do atendimento da ocorrência.

São Miguel do Oeste, 21 de março de 2020