OUÇA AO VIVO

InícioSEGURANÇA PÚBLICAHomem que esfaqueou ex-companheira é funcionário de prefeitura no Oeste

Homem que esfaqueou ex-companheira é funcionário de prefeitura no Oeste

Ele usou veículo da saúde para ir até a residência da vítima e praticar o crime

Duas pessoas, uma mulher de 26 anos e um homem de 39 anos, ficaram feridas após sofrerem tentativa de feminicídio e homicídio em Caibi, no Oeste de Santa Catarina. O fato foi registrado por volta das 10h desta quarta-feira (22) na rua Machado de Assis no Centro do município. O autor é ex-companheiro da mulher.  

De acordo com informações divulgadas em relatório pela Polícia Militar, a guarnição se deslocou até o hospital onde as vítimas estavam recebendo os primeiros socorros após sofrerem ferimentos por arma branca. 

A vítima relatou à guarnição que seu ex-companheiro, um homem de 39 anos, invadiu sua residência em Caibi com uma faca e começou a golpeá-la com a intenção de matá-la, e também matar seu atual companheiro.

- Continua após o anúncio -

A mulher teve lesões no braço direito e na mão esquerda, seu marido teve um ferimento no peito e nas costas e foi conduzido ao Hospital Regional de Chapecó em estado grave.

Suspeito é funcionário público

De acordo com informações divulgadas pela Policia Civil, o suspeito é funcionário da Prefeitura de Riqueza e teria ido até a casa das vítimas em uma viatura da saúde do Município para praticar o duplo assassinato, e depois, do esfaqueamento, teria largado a viatura e fugido com sua caminhonete até o Município de Frederico Westphalen (RS).

O Delegado Lucas Almeida explica que as vítimas só não morreram devido o atendimento rápido da saúde, sendo que o homem esfaqueado, teve risco de morte e foi conduzido para atendimento no Hospital de Chapecó, aonde passou por uma cirurgia.

Após o fato, as policias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul fizeram um cerco para a captura do autor, tendo a Brigada Militar êxito na sua captura no RS após tentativa de fuga em outro veículo, com assistência do seu cunhado.

Em relação ao cunhado que prestou assistência, foi lavrado procedimento criminal pela Policia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS) por favorecimento pessoal. Já o responsável pelas tentativas de feminicídio e homicídio qualificado em Caibi, foi conduzido á Delegacia de Polícia de Palmitos, onde, em interrogatório, ficou calado, e foi conduzido ao presídio de Chapecó onde permanece preso.

Almeida explica ainda que, devido a gravidade dos crimes, representou criminalmente pela prisão preventiva do esfaqueador de Caibi.

Foto: Policia Civil / Divulgação
Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,003FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe