Homem que matou filha e enteada é preso - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Homem que matou filha e enteada é preso

Motivação do crime seria suposta traição da esposa

Clayton Almeida de Jesus, de 34 anos – Foto: Divulgação/Rede Globo

Informações G1

Na quarta-feira (15), o açougueiro Clayton Almeida de Jesus, de 34 anos, que matou a própria filha e a enteada dentro de um apartamento em Guarulhos, na Grande São Paulo foi preso na em uma igreja evangélica localizada em Santos, no litoral paulista. Ele foi indiciado por homicídio duplo qualificado.

Após matar Priscila Beatriz Tavares Almeida, de 3 anos, que é sua filha e a enteada Edmilly Geovana Tavares, de 8 anos, o assassino gravou um áudio para os familiares:

“O domingo foi um dia especial, o [dia] das mães. Mas no fim do dia ela confessou que me traia com o encarregado dela. Porém, eu não vou fazer nada com ela e nem com ele, mas eles vão se lembrar pelo resto da vida do que fizeram”.

Segundo o delegado Wagner Coimbra, responsável pelo caso, o assassino queria se vingar da esposa. “[Foi] Vingança. ‘Estou sentindo uma dor muito grande e quero que ela sinta também, como eu faço isso? Matando minha filha e enteada’”. Após o crime, Clayton pretendia fugir para o Rio de Janeiro, mas não tinha dinheiro. Ele então saqueou o cofre das meninas, que tinha por volta de R$ 70,00, e seguiu para o litoral paulista.

“Em um crime como esse, nós ficamos tentando entender o porquê. Por que, de uma hora para outra, a pessoa perdeu o seu juízo perfeito? Sendo que, até então, era uma pessoa que levava uma vida regrada, uma vida normal. Acho que essa é a maior incógnita”, diz o delegado. Segundo as investigações, o açougueiro queria também matar os filhos do suposto amante da esposa, mas, por não saber o endereço dele, não conseguiu realizar o plano.

A mãe das crianças e esposa de Clayton foi até o Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Guarulhos, que cuida do crime, mas não conseguiu prestar depoimento por estar muito abalada com a morte das duas filhas.