DIC esclarece homicídio em Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

DIC esclarece homicídio em Chapecó

Delegado Vagner Papini – Foto: Willian Ricardo/ClicRDC

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) concluiu o inquérito policial sobre o homicídio de Daniel Gross de Matos, de 20 anos. Ele foi morto na noite de 24 de julho de 2018, no bairro Bom Pastor, em Chapecó/SC.

Em coletiva de imprensa na sede da Delegacia Regional, na tarde desta sexta-feira (14), o delegado da DIC, Vagner Papini disse que duas pessoas foram indiciadas pelo assassinato: um menino de 17 anos e um homem de 29. Ao todo, foram cerca de 10 meses de investigação até a conclusão do inquérito, que aconteceu nesta quinta-feira (13). “Foi uma investigação bastante complexa, utilizamos vários métodos para a elucidação” relatou.

A vítima do caso foi atingida por três disparos de arma de fogo e morreu no local. O delegado apurou que Daniel e outro amigo tentavam arrombar um container. Durante ação o menor se aproximou dele e disse “pare com isso se não vai sujar de polícia e você vai estragar meu corre”, se referindo à venda de drogas.

Papini diz que Daniel se negou a sair do local. Neste momento, o adolescente disse “ah, então você não vai sair!”, e deixou o endereço. Cerca de três minutos depois, o menor voltou na companhia de um homem, em um VW/Gol, branco. Houve uma discussão e logo em seguida foram efetuados pelo adolescente quatro disparos de arma de fogo, sendo que três acertaram a vítima. O revólver não foi encontrado.

Conclusão

Ao todo, dez testemunhas foram ouvidas. Segundo o delegado, através dos depoimentos foi possível indiciar a dupla.

O homem foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores. Ele também é acusado da morte de Daniel Leal, em 2018, em Chapecó.

O menor foi indiciado pelo Ato Infracional de homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo.

O inquérito já foi remetido ao Poder Judiciário.

Papini ao lado do delegado regional Wagner Meirelles – Foto: Willian Ricardo/ClicRDC