Áudio: “Já matei um hoje”, diz bandido durante assalto a ônibus de Chapecó

O crime aconteceu por volta das 13h de domingo; Dois motoristas foram baleados

Foto: Diego Antunes

Um áudio registrou parte da ação dos bandidos que assaltaram dois ônibus, com placas de Chapecó, que levava comerciantes chapecoenses, de Xaxim e Xanxerê para fazer compras, em São Paulo. O crime aconteceu no início da tarde de domingo (24), na BR-153, próximo a Campina da Alegria- Vargem Bonita (SC). Dois homens foram baleados. Aproximadamente R$ 200 mil reais foram levados pelos assaltantes.

O áudio registrou barulho de disparos de arma de fogo e bandidos que gritavam para que os passageiros entregassem o dinheiro, seguido de ameaças.


Quem tem dinheiro? ‘Nós vai procurar’, se nós achar, já sabe. Eu já matei um hoje, eu já matei um que quis dar de boa”, diz um dos bandidos durante a ação.



Crime

Três ônibus seguiam em comboio para São Paulo. Dois coletivos foram interceptados por bandidos fortemente armados e conduzidos até uma estrada de chão, próximo a rodovia. Na ação dos criminosos, dois motoristas que estavam em um dos ônibus foram atingidos por tiros. Não há informações de quantos bandidos participaram do assalto. Ninguém foi localizado.

Conforme o proprietário da empresa de turismo, um dos condutores atingidos dormia no momento do assalto. O empresário relatou que pensa em parar com a atividade, pois segundo ele, a viagem de domingo foi programada para que o coletivo – que estava com 31 passageiros -, partisse pela manhã para, justamente, passar na região da Lapa – local que fica na região metropolitana de Curitiba – no final da tarde. Isso porque o local é muito visado pelas quadrilhas. No entanto, acabaram assaltados ainda no início da viagem.

No ponto do assalto de domingo, a mesma empresa sofreu um outro assalto há cerca de 10 anos, onde foram disparados 20 tiros e o ônibus era o mesmo.



Sentimento de revolta

Conforme o proprietário, o sentimento é de revolta, tanto para ele quanto para os lojistas de Chapecó e região, que trabalham para conseguir o dinheiro e tem que entregar aos bandidos.


É complicado. É revoltante. Pai e mãe que deixam a família em casa, vão viajar e são assaltados assim com brutalidade, senhoras apanharam, moças apanharam. É uma vergonha mesmo“, desabafou.


Segundo o empresário os funcionários da empresa já estão em casa.