Quinto caso de dengue autóctone é registrado em SC, todos contraídos na mesma empresa - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Quinto caso de dengue autóctone é registrado em SC, todos contraídos na mesma empresa

Mulher de 29 anos também trabalha em companhia de ônibus onde os outros foram infectados. Quatro dessas pessoas moram em Florianópolis

*Informações G1

Nesta segunda-feira (11), Santa Catarina registrou o quinto caso de dengue autóctone de 2019. A Secretaria de Saúde de Florianópolis confirmou mais um caso no município. De acordo com a prefeitura, uma mulher de 29 anos também contraiu a doença numa empresa de transporte viário, localizada na parte do continente da capital catarinense, onde outras quatro pessoas foram infectadas. A dengue autóctone é quando a doença é contraída na região ou estado das vítimas.

Foto: MS/Divulgação

A paciente mora no bairro Ribeirão da Ilha. Os outros que contraíram dengue são um homem de 24 anos, um homem de 31 anos, uma mulher de 35 anos e uma criança de quatro anos. Todos passam bem.

O homem de 31 anos é morador de Biguaçu, por isso, segundo a prefeitura da capital, são considerados um caso autóctone no município e quatro em Florianópolis.

A suspeita é que a empresa de ônibus tenha se tornado foco da doença por causa das viagens entre estados. Em linhas interestaduais entre São Paulo e Paraná, o mosquito pode ter sido trazido e colocado ovos na unidade.

Vistoria em empresa de ônibus

Na manhã desta segunda, uma equipe da prefeitura fez uma vistoria na empresa de ônibus. Foram fiscalizados possíveis focos da doença e aplicado larvicidas.

Vigilância Sanitária fez vistoria e empresa de ônibus
Foto: Prefeitura de Florianópolis/Divulgação

Os quatro adultos trabalham na empresa. A criança de 4 anos teria ido com a mãe de 35 anos para o trabalho, por conta de férias.

Na semana passada, a Viação Catarinense confirmou que três colaboradores terceirizados foram diagnosticados com dengue e que comunicou a Vigilância Sanitária. Na manhã desta segunda, a reportagem não conseguiu contato com a empresa.

Na última terça-feira (5) houve a aplicação de inseticida na região continental da capital, logo após a primeira confirmação da doença. A primeira etapa com o uso do veneno foi feita no bairro Estreito.