Cuidado nas férias: Os acidentes mais comuns na infância - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Cuidado nas férias: Os acidentes mais comuns na infância

Em caso de acidentes procure o serviço de saúde mais próximo de sua casa. Em Chapecó são 26 Centros de Saúde da Família que atendem das 07h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas

As férias são sempre encaradas como um tempo de diversão e descanso para as crianças. Mas o período esconde graves riscos para os pequenos. Isso porque, nessa época do ano, os acidentes infantis tendem a crescer drasticamente. Um dos motivos é que as crianças têm mais tempo para brincar e “aprontar”.

As férias são uma época de diversão para as crianças, mas o período esconde riscos para os pequenos (Foto: Prefeitura Municipal de Chapecó)

Nesta época do ano, os acidentes mais comuns na infância são provocados por: acidente de trânsito, queimadura, brinquedos, queda, afogamento, lesão elétrica, intoxicações e envenenamento, sufocamento ou engasgamento, atropelamento.

Confira o risco para as crianças nestas férias:

Acidentes de Trânsito

Testes comprovam: o uso das cadeirinhas reduz em até 71% o risco de mortes e sequelas (tem mais chance de sobreviver do que um adulto com cinto).

Atropelamento

Querer independência faz parte do desenvolvimento das crianças. Cuidado na hora de atravessar a rua. O risco do acidente pode ser reduzido com exemplo dos pais.

Queimadura

– No banho, verifique a temperatura da água (ideal 37ºC);

– Não tome líquidos quentes nem fume enquanto estiver com a criança no colo.

– Cerque o fogão com uma grade; use as bocas de trás; deixe os cabos das panelas voltadas para o centro do fogão;

-Mantenha a criança longe do fogo, do aquecedor e do ferro elétrico;

– Crianças não devem brincar com fogo; evite que usem fósforo e álcool.

Brinquedos

Atenção as recomendações dos fabricantes dos brinquedos. A tendência a colocar pequenos objetos na boca, e é onde acontece a maioria dos acidentes.

Quedas

Algumas características do desenvolvimento físico da criança podem favorecer a queda, como o tamanho e o peso da cabeça em relação ao seu corpo, que acabam facilitando o desequilíbrio.

Afogamento

É importante salientar que os perigos não estão apenas nas águas abertas como mares e rios. Para uma criança de 2 anos, três dedos de água é um grande risco, podendo afogar em piscinas, cisternas e até em baldes.

Lesão Elétrica

Cuidados com os fios elétricos que ficam expostos ou com para que as crianças não introduzam objetos nas tomadas ou para que não soltem pipas perto de rede elétrica.

Isso pode provocar parada cardíaca devido ao efeito elétrico no coração, destruição muscular devido a passagem da corrente pelo corpo e queimadura térmica devido ao contato com a fonte.

Intoxicação e envenenamento

Quando exposta ao veneno, a criança sofre consequências sérias, pois possui uma estrutura corporal menor e seu metabolismo é rápido.

Tipos

-Por alimentos: frutas cítricas ou frutos do mar;

– Por gases: gás, fumaça negra, vapor de gasolina;

– Por metais: baterias, moedas, chumbo;

– Por plantas: comigo ninguém pode, mandioca brava;

– Por ácidos: e álcalis fortes (hipocloritos, soda caustica, removedores) podem provocar lesões graves em boca, língua, esôfago e estomago;

– Agrotóxicos: acontece mais na zona rural pela aplicação na agricultura ou no controle de vetores.

Sufocamento ou engasgamento

A obstrução das vias aéreas é 3º causa de morte, entre os acidentes, de crianças de 0 a 14 anos. Algumas causas são por:

– Pouca experiência com mastigação;

– Pouca capacidade de levantar a cabeça;

– Pouca capacidade de se livras de espaços apertados;

– Face virada contra o colchão, travesseiro ou quando alguém na mesma rola sobre ela.

Serviço

Em caso de acidentes procure o serviço de saúde mais próximo de sua casa. Em Chapecó são 26 Centros de Saúde da Família que atendem das 07h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas. Uma UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 horas, um PA – Pronto Atendimento no bairro e Efapi, além dos hospitais da Criança, Regional e particulares.