OUÇA AO VIVO

InícioSAÚDECovid-19: Nível de risco diminui na região Oeste de Santa Catarina

Covid-19: Nível de risco diminui na região Oeste de Santa Catarina

Nível de risco potencial de contágio no Oeste de Santa Catarina passou de “grave” para “alto” Foto: Secom SC

O nível de risco de contágio da Covid-19 reduziu na região Oeste de Santa Catarina, conforme atualização do Governo do Estado nesta quarta-feira (4). Com a redução, o município de Chapecó voltou a integrar o nível alto de contágio, ao invés do grave, como constava na atualização divulgada na semana anterior (28 de outubro).

Até o momento, a Prefeitura de Chapecó não informou se a mudança no nível de risco representará uma flexibilização das medidas de combate ao contágio da Covid-19 que estão em vigência no momento. Medidas mais rígidas haviam sido anunciadas pela Administração Municipal na quinta-feira (29), devido ao fato de o Oeste Catarinense integrar o nível grave de contágio.

Atualização no Estado

- Continua após o anúncio -

O Governo de Santa Catarina e a Secretaria de Estado da Saúde atualizaram os dados da Matriz de Risco Potencial para todas as regiões de Santa Catarina. A região da Grande Florianópolis foi reclassificada para o risco Gravíssimo (cor vermelha), outras onze regiões encontram-se em estado Grave (cor laranja) e quatro em Alto (cor amarela).

A Grande Florianópolis abrange 22 municípios, a nova classificação afeta aproximadamente 1 milhão e 200 mil pessoas. Desde o último dia 15 de setembro, Santa Catarina não possuía região em estado gravíssimo.

A matriz traz alertas específicos,. Na taxa de ocorrência de óbitos, estão em alerta a regiões Extremo Oeste, Grande Florianópolis e a Serra Catarinense. Com relação a transmissibilidade as regiões em estado de atenção são o Extremo Sul, a Serra Catarinense, o Médio Vale do Itajaí, a Foz do Rio Itajaí, Laguna, Carbonífera e Nordeste.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,689FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe