Argentina registra a primeira morte por coronavírus na América Latina; Brasil tem paciente em estado grave

Em 24h, Itália registrou 133 mortes

Foto: Warley de Andrade/TV Brasil

No sábado (7), a Argentina confirmou a morte de um homem, de 64 anos, vítima do Covid-19, o novo Coronavírus. A morte é a primeira confirmada em decorrência do vírus na América Latina. No Brasil, uma mulher, de 52 anos, que está com o Coronavírus no Distrito Federal (DF) apresenta quadro grave.

Leia Mais: Pacientes suspeitos de Coronavírus em Chapecó testam negativo para o vírus

Segundo o Ministério de Saúde da Argentina, o homem era morador da capital Buenos Aires e mês passado viajou para a Europa. A vítima tinha diabetes, bronquite, hipertensão e insuficiência renal, que segundo a pasta argentina agravaram o quadro.

Conforme a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), a mulher está em estado grave e respira com ajuda de aparelhos. No sábado a pasta informou que a paciente apresenta “síndrome respiratória aguda severa, em função de doença crônica preexistente”.

Brasil

O Ministério da Saúde confirmou neste domingo mais seis novos casos de coronavírus no país. Ao todo são 25 casos até o momento. Dos novos registros, três estão em São Paulo, um em Alagoas, um no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais.

Cinco desses casos foram de pessoas que se contaminaram fora do país. O outro caso, um dos três de São Paulo, é de uma contaminação local, ou seja, quando é possível identificar a fonte do contágio. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, os três novos casos do estado estão estáveis e em isolamento domiciliar.

No caso do paciente do Rio de Janeiro, trata-se de uma mulher de 42 anos, moradora no município do Rio, que acompanhou em viagem à Itália uma pessoa já confirmada como positiva para o coronavírus. Ela retornou do exterior na última quarta-feira (4). Os primeiros sinais apareceram no dia seguinte à sua chegada ao Brasil. Essa mulher também está em isolamento domiciliar.

Atualmente, 664 casos são considerados suspeitos e outras 632 pessoas já foram descartadas como portadoras do Covid-19. O ministério recebe as notificações de suspeitas das secretarias estaduais de saúde. Da mesma forma, são as secretarias que confirmam os casos, sendo que a contraprova deve ser realizada por laboratórios atestados pelo governo federal.

Para combater a doença, as dicas são cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar; utilizar lenço descartável para higiene nasal; evitar tocar as mucosas de olhos, nariz e boca; limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar álcool gel.

Itália

Segundo a emissora estatal RAI, em 24h, a Itália registrou 133 novas mortes pelo Coronavírus e agora o país europeu tem 366 óbitos pelo Covid-19. O número de infectados subiu de 5.883 para 7.375.

O anúncio das mortes foi feito após a Itália determinar que até 16 milhões de pessoas fiquem em quarentena, enquanto o governo busca estratégias  para conter a disseminação do coronavírus.