Maior pacote de obras da história de Chapecó: Prefeitura lança projeto Mãos à Obra - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Maior pacote de obras da história de Chapecó: Prefeitura lança projeto Mãos à Obra

O projeto vai gerar investimentos de mais de R$ 130 milhões


Foto: Rangel Agnolin/ClicRDC

O poder municipal de Chapecó (SC), lançou na manhã desta segunda-feira (02), no Auditório Casemiro Serafim Vieira – Prefeitura de Chapecó, um ato de sanção de Leis e assinatura de Decreto que vai gerar um Investimentos de R$ 100 milhões a cidade. Na ação, o prefeito Luciano Buligon falou sobre o projeto.


Foto: Rangel Agnolin/ClicRDC

Os investimentos vão ser divididos em três áreas: mobilidade (infraestrutura), inovação, lazer e meio ambiente.

Na primeira divisão, o poder púbico vai buscar realizar obras na melhoria em vias, criação de ciclovias e ciclofaixas, ampliação de ruas e uma ligação entre a SC 283 e a BR 282.

Na parte de inovação, o projeto busca realizar um novo georreferenciamento para a cidade – diariamente serão feitas fotos aéreas do município, com isso, será possível identificar obras irregulares e o crescimento local. Além disso, novas iluminações públicas estão previstas.

Para o lazer e meio ambiente, construções de praças, parque e revitalização vão ser realizados.


Foto: Rangel Agnolin/ClicRDC

O prefeito de Chapecó agradeceu a todas as pessoas que participaram para a aprovação do projeto. O programa Mãos à Obra é o maior pacote de obras da história de Chapecó. Luciano Buligon fala sobre os investimentos. “Não são só R$ 100 milhões, nós temos 25 milhões do governo do estado, 5 milhões da outorga do transporte coletivo e vamos imaginar que vamos ter 2 ou 3 milhões da outorga do aeroporto. Isso dá mais do que R$ 130 milhões”.

Um Comitê Municipal de Acompanhamento de Obras e Serviços Públicos será criado. O prefeito municipal vai ser o presidente. Luciano Buligon firma um compromisso para o comitê. “Vou me dedicar única e exclusivamente, 24 horas por dia, para que as obras sejam feitas”, disse Luciano.