Dos 16 deputados de SC, apenas Uczai votou pela retirada do Coaf de Sergio Moro - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Dos 16 deputados de SC, apenas Uczai votou pela retirada do Coaf de Sergio Moro

Foto: Divulgação, site, deputado

Dos 16 deputados federais de Santa Catarina, apenas o parlamentar Pedro Uczai (PT-SC) votou pela retirada do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), da estrutura do Ministério de Justiça e Segurança Pública, de Sergio Moro. Agora, ela volta para o Ministério da Economia.

A proposta do governo era colocar a estrutura dentro da pasta, que é coordenada por Moro, como forma de acelerar as investigações de corrupção. Dois deputados não participaram da votação: o Rogério Peninha Mendonça (MDB) e Angela Amin (PP).

Os deputados que votaram “sim” concordaram com o texto enviado pelo Executivo.

O que diz o deputado?

Em entrevista à rádio Peperi, do Extremo-Oeste, o deputado Pedro Uczai explicou os motivos pelo qual votou pela retirada do Coaf do Ministério da Justiça. “Toda a nossa bancada, 55 deputados, teve a mesma posição, o mesmo entendimento. Ao longo da história de todos os países desenvolvidos, todos estão no Ministério da Economia”, disse o parlamentar.

Uczai explica que, como o Coaf realiza o controle da movimentação financeira, a melhor pasta para receber a estrutura não é a de Sérgio Moro. “Onde está o eixo desse instrumento?. É a arrecadação. […] Não é só por causa do crime organizado, é para diminuir a fiscalização dos grandes sonegadores da Previdência, da questão tributária”, afirmou.



O que diz Moro?

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lamentou a decisão da Câmara dos Deputados, sobre os 228 votos a favor e 210 contrários – a volta do Coaf para o Ministério da Economia. Quatro se abstiveram.

“Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o Coaf do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP [Ministério da Justiça] e o plano de fortalecimento do Coaf”, disse Moro, por meio de seu Twitter.