Navio está em quarentena com 61 casos confirmados de coronavírus

Um argentino, que está a bordo, é o primeiro caso confirmado da doença entre latino-americanos

Informações: Agência Brasil

Foto: Reprodução/NHK

O Ministério de Saúde do Japão informou que 61 pessoas estão infectadas com o coronavírus em um navio ancorado sob quarentena no porto de Yokohama, cidade japonesa ao sul de Tóquio. 

Katsunobu Kato, ministro da saúde do Japão, informou em coletiva de imprensa, que 21 dos 41 novos casos confirmados são japoneses. Os demais infectados são oito norte-americanos, cinco australianos, cinco canadenses, um britânico e um argentino – que é o primeiro caso confirmado de infecção entre pessoas de nacionalidade latino-americana. 

Passageiros de 56 países, que totalizam mais de 3.700 passageiros e tripulantes, estão a bordo do navio Diamond Princess, que realizava um cruzeiro luxuoso.

Estão a bordo passageiros provenientes de 56 países e regiões. O ministério vem examinando os mais de 3.700 passageiros e tripulantes que estão no navio.

O navio está sob quarentena desde a segunda-feira (3), quando um morador de Hong Kong, que havia participado de um cruzeiro no navio, teve a infecção por coronavírus confirmada após o desembarque.

As autoridades sanitárias continuam a realizar exames médicos em passageiros e tripulantes do cruzeiro. Cerca de 270 pessoas que apresentaram sintomas ou tiveram contato direto com os infectados tiveram amostras colhidas.

Na quinta-feira (6), o governo japonês decidiu não autorizar a entrada no país de um outro cruzeiro, o Westerdam, proveniente de Hong Kong, após a confirmação de um caso de coronavírus. Este cruzeiro zarpou no sábado (1), atracou em um porto de Taiwan e seguia a rota com destino ao Japão.