Francês atravessa o Atlântico em um tonel sem motor

O tonel foi levado pelas correntes e pelo vento

Foto: Jean-Jacques Savin /Reprodução G1

Informações portal G1

A viagem em alto-mar, de Jean-Jacques Savin de 72 anos, durou cerca de 127 dias. Ele cruzou o atlântico dentro de um tonel, uma espécie de garrafa flutuante. O aventureiro saiu de El Hierro, na Espanha, e desembarcou no norte de Porto Rico.

O francês foi o primeiro a fazer a travessia a bordo de um tonel, levado apenas pela força das correntes marítimas e os ventos. O equipamento em que ele estava foi feito especialmente para a travessia. O tonel tinha dois metros de altura e seis metros quadrados.

A viagem do aventureiro durou um mês a mais do que o planejado, por conta das condições da própria natureza. Com o atraso na viagem ele chegou a ficar sem alimento, mas dois navios pararam para dar alimento ao Francês, que não precisou interromper o projeto.

Ele possuía um telefone por satélite pelo qual se comunicava com a equipe de apoio em terra firme. Além de aproveitar para se conectar com a natureza, ele aproveitou e registrou a viagem nas redes sociais, que foi acompanhada por cerca de 25 mil fãs.