Eleições europeias entram no último dia de votações; saiba o que está em jogo - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Eleições europeias entram no último dia de votações; saiba o que está em jogo


Informações Portal G1

Eleitores de 21 dos 28 países da União Europeia redesenham neste domingo (26) a configuração do Parlamento Europeu. Os outros sete integrantes já votaram – entre eles, o Reino Unido, que está de saída do bloco. A divulgação dos resultados parciais está programada para ainda esta noite.

Nas eleições europeias, cada país tem direito a eleger um número de parlamentares definido proporcionalmente pelos tamanhos das populações.

Brexit em pauta

São as primeiras eleições europeias desde o referendo sobre o Brexit em 2016. Porém, mesmo que os britânicos tenham decidido dar as costas à União Europeia, o Reino Unido foi obrigado a participar do pleito deste ano quando decidiu adiar a saída do bloco para, no máximo, outubro – antes, o prazo estava marcado para março.

As pesquisas indicavam que o Partido da Independência (Ukip, na sigla em inglês) conquistaria a maior parte das cadeiras britânicas do Parlamento Europeu. Trata-se justamente da legenda que liderou a campanha a favor do Brexit, com discurso duro contra as atuais políticas migratórias e financeiras do bloco.

Segundo o “The Guardian”, o resultado, se confirmado, representará uma dura derrota ao tradicional Partido Conservador, às voltas com o processo de retirada da União Europeia. O cenário de indefinição derrubou a primeira-ministra Theresa May do cargo e irritou os eleitores favoráveis ao Brexit, que devem, então, migrar o voto para o Ukip.

Entre ‘eurocéticos’ e ambientalistas

O movimento cético quanto ao papel atual da União Europeia deve levar grande número de assentos em países considerados chave para o bloco, como a França. Ainda que o movimento dos “coletes amarelos” tenha se enfraquecido, a coalizão de Emmanuel Macron deve eleger menos deputados do que o partido nacionalista Reunião Nacional.

Os partidos chamados “eurocéticos” – na maioria das vezes conservadores – tendem a questionar a atuação do bloco em relação à imigração, legal ou ilegal. Tais grupos também pedem menor ingerência das instituições europeias nas questões nacionais. Alguns ainda defendem que seus países deixem a União Europeia, assim como fez o Reino Unido.

Do lado dos pró-europeus, a pauta ambiental ganhou força nestas eleições. Na Irlanda, onde as urnas já fecharam, as projeções indicam mais cadeiras para o Partido Verde no Parlamento Europeu.

Além disso, protestos na sexta-feira no continente cobraram das autoridades maior atenção às mudanças climáticas. Os partidos pró-União Europeia e os ambientalistas acreditam ser papel do bloco estabelecer normas para diminuir a emissão de poluentes.

Qual o papel do Parlamento Europeu?

O Parlamento é a única instituição da União Europeia eleita pelo voto e funciona em conjunto com outros órgãos do bloco. As leis, por exemplo, passam pelo Conselho Europeu e pela Comissão Europeia antes de chegarem aos parlamentares em Estrasburgo, na França.

Além do poder de codecisão – ou seja, vetar ou propor emendas a uma lei – o Parlamento Europeu é responsável por determinar o orçamento e supervisionar as instituições europeias. Os parlamentares também determinam os chefes das outras entidades do bloco.