Acidente em mina irregular no norte do Peru deixa mortos

Diversas minas de extração de ouro funcionam no local, muitas delas sem permissão. Jornal peruano diz que mortes em acidentes do tipo ocorrem diariamente.

(Agencia EFE/G1)

Oito mineiros morreram asfixiados após um vazamento de gás atingir uma escavação irregular no norte do Peru, na noite de domingo (31). O local, perto da cidade de Huamachuco, é conhecida por abrigar diversas minas de extração de ouro ilegais, segundo o jornal peruano “El Comercio”.

Informações preliminares indicam que os mineiros morreram depois que a galeria de uma outra mina no mesmo monte desmoronou. O colapso deslocou uma série de gases até a escavação que ficava mais abaixo, onde estavam os trabalhadores mortos.

Alguns mineiros conseguiram escapar a tempo. Uma pessoa ficou ferida, segundo a agência EFE.

Resgate dos corpos

Socorristas ainda tentavam recuperar alguns dos corpos das vítimas até a tarde deste domingo. Familiares e colegas de alguns dos mortos chegaram antes mesmo das autoridades para iniciar os trabalhos de resgate.

De acordo com a EFE, alguns dos familiares se recusaram a entregar os corpos das vítimas aos médicos legistas. O motivo, segundo a agência, era uma promessa feita pelo proprietário da mina de que os parentes seriam “recompensados economicamente”.

Acidentes e mortes nas minas ilegais no Peru são corriqueiras por causa das más condições de trabalho. O mau estado desses locais leva a desmoronamentos e vazamentos de gás, como o que matou oito neste fim de semana.

Fontes disseram ao jornal “El Comercio” que o local onde ocorreu o acidente desta semana “é o ponto mais emblemático da mineração ilegal” na região de El Toro. “Lá, a morte acontece todos os dias”, afirmou.