OUÇA AO VIVO

InícioMateus MontemezzoHospital da Criança está com sérias dificuldades para atender pacientes

Hospital da Criança está com sérias dificuldades para atender pacientes

Confira a coluna do jornalista Mateus Montemezzo:


Foto: Mateus Montemezzo/Oeste Capital

Os últimos 30 dias têm sido de movimento intenso no Hospital da Criança (Augusta Muller Bohner), em Chapecó. O início de uma estação mais gelada, dengue, Covid-19 e aumento dos casos de sintomas gripais, fizeram com que a instituição chegasse a receber 309 crianças em um único dia. A média é de 260 atendimentos diários. Número altíssimo, se considerarmos a estrutura do próprio hospital. Isso tem gerado reclamação da população. Um dos nossos ouvintes chegou a relatar demora de até cinco horas no HC. “No final das contas, consegui um recurso particular e paguei um médico. Agora, quem não tem condições, a quem vai recorrer? É uma situação desesperadora”, relatou João, a Rádio Oeste Capital. Terça-feira e quarta recebemos mais mensagens e ligações, relatando problemas similares.

O que diz o hospital

Conversei com a assessoria da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, que administra o hospital. Os gerentes estão cientes de que os casos mais leves estão demorando além da normalidade. Porém, negam que há falta de pediatras. Segundo a Associação, o Hospital da Criança atua hoje com quatro ou até cinco médicos especialistas ao mesmo tempo, ocupando o máximo da estrutura física do local. Se fossem contratados mais médicos, faltaria espaço para internações, exames, e demais procedimentos.

- Continua após o anúncio -

E as demais unidades de saúde?

Bom, se o local de referência no atendimento às crianças está no seu limite, o jeito é descongestionar o Hospital da Criança. Realizar o atendimento inicial já nos postos de saúde, ou em outros polos. Ouvi o novo Secretário de Saúde de Chapecó sobre isso, Jader Adriel Danielli. A ideia da Prefeitura é justamente ampliar as equipes de pediatras, contratando novos profissionais na rede municipal, para diminuir a demanda do HC.

Nós precisamos melhorar nosso atendimento na atenção básica. Pedimos às pessoas que busquem primeiro a sua unidade básica, caso não haja gravidade. O Hospital é pra urgência e emergência, e ele trabalha com a classificação de risco. Isso causa mais demora”. Jader ainda comentou que o Hospital da Criança ampliou recentemente o seu quadro de pediatras. E na Secretaria da Saúde, a pedido do Prefeito João Rodrigues, haverá ampliação de horários e de equipes, especialmente no Centro de Saúde da Família.

Solução e agendamentos

Nos seis polos pediátricos existentes em Chapecó, é necessário o agendamento para consulta. A ideia da Prefeitura, através da nova equipe da Saúde, é voltar com atendimento no ato, as chamadas “demandas livres”. Ou seja, a criança deve ser atendida de forma imediata nos pontos de saúde do município, e, se for necessário, se desloque ao atendimento de urgência no hospital. Esse foi um dos temas discutidos nessa semana por Jader, Nédio Conci e João Lenz, que fazem parte do setor da saúde da Prefeitura. É uma ideia que deverá sair do papel nas próximas semanas.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
58,864FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe