OUÇA AO VIVO

InícioKauê e July por aíCampos do Jordão, a ‘Suíça Brasileira’!

Campos do Jordão, a ‘Suíça Brasileira’!

Leia a coluna de Kauê Silva e Julyana Spíndula:


Campos do Jordão é um dos destinos mais charmosos do Brasil. Também chamado de A SUÍÇA BRASILEIRA, é o mais alto município do país já que sua sede está localizada em uma altitude de 1 628 metros, tendo uma população estimada em 52.713 habitantes (IBGE 2021).

QUANDO IR?

Por ser um destino alto, a cidade é mais fria que o restante do país, então o inverno é o período de alta temporada. O friozinho aliado a culinária do lugar são um atrativo e tanto para visitar a cidade nesse período.

- Continua após o anúncio -

Julho, agosto e setembro são os meses em que a cidade fica lotada e os preços sobem consideravelmente. Caso seja esse o período que você queira(ou tenha) que visitar a cidade, planejamento é essencial para encontrar preços mais convidativos.

Outono também é uma boa época para ir, chove pouco e os preços estão mais baixos.
Já no verão chove mais, especialmente janeiro, fevereiro e março, então é o período menos indicado.

COMO CHEGAR:

Campos do Jordão fica a cerca de 170 km de São Paulo, principal porta de entrada para quem vem de outros estados.

Para se deslocar da capital até a cidade existem duas opções: carro ou ônibus.

Quem vem por via aérea ou pelo Terminal do Tietê em São Paulo, e quer economizar, a melhor alternativa é ir de ônibus.

A empresa Pássaro Marrom faz esse trajeto em aproximadamente 3h20, com o valor de R$130(ida e volta). Ônibus limpos, com ar-condicionado e internet.

OUTRAS DISTÂNCIAS:

 – 170 km do Aeroporto de Guarulhos

 – 186 km do Aeroporto de Congonhas

 – 257 km do Aeroporto de Campinas

 – 340 km do Rio de Janeiro

 – 490 km de Belo Horizonte

– 600 km de Curitiba

ONDE SE HOSPEDAR:

Na alta temporada os hotéis são, de maneira geral, caros.

Caso não consiga ter flexibilidade nas datas, reserve com pelo menos 3 meses de antecedência, em sites como Booking, que oferece opções com cancelamento gratuito e existem opções com custo mais em conta.

A localização é fundamental para o seu objetivo de viagem.

Se você não estiver com carro, hospedar-se na região da Vila Capivari é essencial para economizar com transporte.

Sabe aqueles hotéis lindos no alto da montanha com vista linda do vale?
São na maioria caros e para quem está sem carro fica distante da região turística.

Nós ficamos hospedados no Jardim Nevada e foi uma ótima escolha.

Quando decidimos ir a Campos faltava apenas 1 mês para a viagem, então as opções eram escassas e o Jardim Nevada teve um excelente custo/benefício.

Localizado bem no centrinho turístico, o hotel conta com café da manhã ótimo(no prédio do Hotel Nevada, a 100 metros do Jardim e os quartos tem um bom tamanho.

O valor foi de R$420,00 a diária para casal.

Nossa opinião é:

 – Está sem carro e/ou tem poucos dias na cidade?

Prefira hospedagem na região da Vila Capivari para otimizar o tempo.

 – Está com carro e tem uma semana, ou mais, na cidade?

Aí se hospedar em um hotel mais afastado pode ser uma boa. Mais silêncio e aquele clima de montanha são uma ótima pedida.

COMO SE LOCOMOVER:

Há transporte público em Campos mas não utilizamos.

Como estivemos hospedados na Vila do Capivari, as poucas vezes que precisamos nos deslocar com carro, utilizamos o Uber.

São poucas opções de carros na cidade, mas conseguimos utilizar nas atrações mais distantes, com preço relativamente baixo.

Nossos deslocamentos na cidade com Uber (JULHO/2022):

– Hotel/Ducha de Prata – R$20,00

Saímos do hotel logo pela manhã para pegamos o Ducha de Prata vazio e foi uma ótima pedida. Na volta, caminhamos até o Bosque do Silêncio e depois seguimos a pé até nosso hotel por cerca de 2km.

– Sans Souci/Morro do Elefante – R$12,00

Subir caminhando até o Morro do Elefante deve ser tarefa árdua. O desnível é considerável e não indicamos. Mas para descer todo santo ajuda, não é mesmo? Então voltar até o centrinho caminhando não é difícil pois todo o trajeto é em declive.

– Hotel/Terminal Rodoviário – R$9,00

Quando chegamos em Campos, tínhamos pouca bagagem e decidimos ir caminhando do Terminal até o hotel. O trajeto foi tranquilo e levou cerca de 25 minutos.

Para voltarmos nosso ônibus saiu cedo e não haveria tempo hábil, então decidimos utilizar o Uber.

O QUE FAZER:

A cidade é um charme só. Apenas caminhar pelas ruas do centro turístico já é um dos principais atrativos da cidade.

Na região, no máximo a no máximo 2 km de distância, ficam vários dos pontos “instagramáveis” da cidade como:


 – Trilhos do Trem (GRATUITO)

 – Ducha de Prata (GRATUITO)

 – Fachada do Sans Souci (GRATUITO)

 – Castelo do Alfajor (GRATUITO)

 – Cabine Telefônica (GRATUITO)

 – Parque Capivari (GRATUITO, APENAS OS BRINQUEDOS SÃO PAGOS)

 – Romantik Dalen (GRATUITO)

Um pouco mais distantes ficam:

 – Ducha de Prata (GRATUITO)

 – Bosque do Silêncio (ENTRADA R$30,00 E DEMAIS ATRAÇÕES PAGAS A PARTE)

 – Morro do Elefante (GRATUITO)

Mais afastados que não visitamos:

 – Amantikir

 – Parque Estadual Campos do Jordão (Horto Florestal)

 – Museu Felícia Leirner

ONDE COMER:

Em matéria de alimentação Campos do Jordão é um destino maravilhoso.

Claro, não é nada barato, e se você quer fazer 3 refeições por dia e todas elas em restaurantes, claro que economizar fica inviável.

Sempre buscamos reservar hotel com café da manhã incluso.

Mesmo que isso signifique pagar um pouquinho a mais pela diária.

Com o café da manhã farto, você economiza no almoço.

Ou pula essa refeição, ou faz apenas um lanche.

Para jantar, existem muitas opções, desde restaurantes refinados com pratos elaborados($$$) quanto lanchonetes com preço mais baixo, mas também um pouco salgados.

O prato mais famoso da região é o RODÍZIO DE FONDUE, que é caro(BEEM CARO) sendo válido caso você busque um jantar diferenciado.

 – PASTELÃO DO MALUF: um dos lugares mais famosos da cidade para se comer bem e uma das melhores opções se tratando de custo/benefício.

A partir de R$38,00 o pastel de 32cm.

—RODÍZIO DE FONDUE: incluso fondue com queijo e chocolate, as melhores opções vão de R$99,00(Krokodilo) até R$180,00(Saint Moritz) por pessoa.

Ainda há a opção do rodízio com coxinhas, bem mais barato, a partir de R$70 o casal.


 – FONDUE DE CHOCOLATE NO POTE: a partir de R$20,00


 – CHOCOLATES: preço varia muito. Trufas a partir de R$1,50 e alfajor a partir de R$5,00.

Sugestão é o Castelo do Alfajor.

Gostou das nossas dicas?

Então siga @kaueejulyporai no Instagram, e nos ajude a continuar divulgando destinos.

Na próxima semana traremos mais dicas para você! Até lá…

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
58,878FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe