Futebol Feminino da Chapecoense irá receber verba da CBF

O time de Chapecó disputa a Série A2 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino


Foto: Adell / Divulgação

Após um excelente desempenho no ano de 2019, o futebol feminino da Chapecoense está focado em mais uma temporada de competições. Com os efeitos financeiros da pandemia da Covid-19, a equipe se encaixa em uma das categorias para receber um apoio financeiro da Confederação Brasileira de Futebol – CBF.

O time de Chapecó disputa a Série A2 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. De acordo com a CBF, os times desta competição vão receber R$ 50 mil de auxilio financeiro. Ao todo, 36 clubes serão ajudados pela entidade maior do futebol nacional. Será destinado R$ 1,8 milhão para a segunda divisão do Brasileirão.

Nos dois últimos anos a equipe recebia um aporte financeiro por parte da Chapecoense. Com isso, a equipe conseguiu ter um desempenho mais competitivo. “A gente sempre teve um reconhecimento por parte da Chapecoense. Desde 2016, quando o Sandro Pallaoro nos colocou no projeto”, disse Amauri Giordan, Coordenador Técnico do Futebol Feminino.

Nos dois últimos anos, a Adell manteve uma parceria junto a Chapecoense. Além das duas associações, a Prefeitura Municipal auxilia a equipe de futebol feminino que representa a capital do Oeste em âmbito nacional.

Nesta ano de 2020, a Chapecoense não vai repassar dinheiro para o futebol feminino, porém, auxiliará com alimentação, transporte, materiais esportivos e estrutura.

Sem o auxilio financeiro, a solução é pensar com as categorias de formação de atletas. “A gente sempre teve um bom trabalho de base, as meninas estão dando conta de jogar a Série A2. Vamos em busca para brigar entre os melhores do Brasil nas categorias de base. O objetivo é estar entre os quatro melhores do país”, disse o Coordenador Técnico do Futebol Feminino da Chapecoense.