Com expulsão duvidosa e nove minutos de acréscimo, Chape perde com gol aos 54’ - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Com expulsão duvidosa e nove minutos de acréscimo, Chape perde com gol aos 54’

Aos 22’, em lance polêmico, o zagueiro Gum foi expulso

Foto:Márcio Cunha/ACF

Com um gol aos 54’, do segundo tempo, após 9 minutos de acréscimo e uma expulsão duvidosa do zagueiro Gum, a Chapecoense perdeu para o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo (SP), na noite desta quarta-feira (16). A partida era válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Chape e Palmeiras fizeram o confronto dos opostos. Enquanto um está na lanterna, na luta contra o rebaixamento, o outro é vice-líder e briga com o Flamengo para ser Campeão Brasileiro. A primeira chance do jogo foi do Palmeiras. Aos 4’, Gustavo Scarpa cruzou na área, a bola chegou na segunda trave e Bruno Henrique desiquilibrado chutou para fora.

Mesmo longe de Chapecó, o time catarinense não ficava só atrás e atacava o Palmeiras pelo lado direito de ataque. Aos 5’, Amaral se infiltrou no meio da zaga do time paulista e chutou de primeira, mas para fora.

O Palmeiras, em sua casa tentava uma pressão inicial, mas a chance perdida de Amaral ligou o sinal de alerta no time paulista. Aos 14’, Dudu recebeu a bola nas costas da defesa e cabeceou, a bola passou perto do gol de João Ricardo.

A Chape se defendia bem e o Palmeiras não conseguia se impor em casa. O jogo era morno, sem grandes chances no ataque. Aos 26’, o time paulista teve duas chances. O atacante Dudu cruzou na área e Deyverson cabeceou para fora. Logo depois, Gustavo Scarpa recebeu na entrada da área e chutou por cima do gol de João Ricardo. A Chape se defendia e também atacava o Palmeiras. Elicarlos, aos 37’, recebeu na intermediária  e chutou, mas a bola foi para fora.

A última chance do jogo foi do Palmeiras, aos 45’. Felipe Melo tentou chutar de fora da área, mas a bola chegou no atacante Duda. O camisa 7 do time paulista cortou a marcação e chutou, a bola passou pero do gol de João Ricardo. O primeiro tempo morno termina 0x0 no Allianz Parque.

Diferente do primeiro tempo, na segunda etapa o Palmeiras conseguiu impor a pressão de mandante da partida. Aos 5’, Bruno Henrique recebeu o cruzamento e desviou a bola, ela vai para a segunda trave, mas Luan chegou um pouco atrasado e não conseguiu a finalização.

O Palmeiras dominava as ações do segundo tempo e aos 11’ quase chegou ao primeiro gol. Willian aproveitou a sobra na área e cabeceou  para trás, sozinho dentro da área, Deyverson errou o chute e a bola voltou para Willian, que chutou na trave.

A segunda etapa era só do Palmeiras. O clube paulista tinha todas as ações da partida e Chape não conseguia mais chegar com perigo no campo ofensivo. Aos 18’, Dudu fez boa jogada pela direita e cruzou na área. A bola passou por Henrique Dourado e foi para a segunda trave. Diogo Barbosa recebeu e finalizou, mas a bola bateu em Willian e foi para a defesa de João Ricardo.

Aos 22’, Gum fez falta no meio-campo em Dudu e foi expulso. Segundo o ex-árbitro e comentarista da Rede Globo Sandro Meira Ricci, houve um exagero do juiz Vinicius Gomes do Amaral. “Todos os vermelhos diretos são checados. Olhando o lance eu entendo que houve um exagero do árbitro na expulsão do Gum, eu não vejo violência e nem intensidade. Eu, como árbitro de vídeo, chamaria o árbitro para rever o lance”, afirmou Sandro Meira Ricci.

O Verdão conseguiu chegar com perigo aos 36’. Régis recebeu de Everaldo no ataque, cortou para o meio e chutou, mas a bola foi para fora. Logo depois, Marcos Rocha tocou em profundidade para Dudu, que cortou para o meio e cruzou na área. O zagueiro Gustavo Gómez cabeceou para o chão e João Ricardo fez excelente defesa. Na sequência, aos 37’, em um bate e rebate na área da Chape, Felipe Melo finalizou, João Ricardo defendeu. No rebote, Bruno Henrique cabeceou, mas a bola vai para fora.

Mesmo com um jogador a menos, a Chape assustou no final da partida. Aos 48’, Régis puxou o contra-ataque e deixou Roberto na cara do gol, o meia do time catarinense bateu de primeira, e Weverton defendeu.

Com nove minutos de acréscimo, o Palmeiras chegou ao gol da vitória. Aos 54’, Dudu recebeu a bola na direita, fez boa jogada e tocou para Bruno Henrique, o volante chutou para a defesa de João Ricardo, no rebote, Dudu tirou da marcação e a bola sobrou para Felipe Melo que marcou o gol.

Final de jogo em São Paulo, Palmeiras 1×0 Chapecoense. Na  próximo domingo (20), na Arena Condá, em Chapecó, a Chape enfrenta o Goiás.

Ficha Técnica

Palmeiras x Chapecoense

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)                                               

Data: 16 de Outubro de 2019, Quarta-feira
Horário: 21h (horário de Brasília)
Árbitra: Vinicius Gomes do Amaral (RS) 

Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Palmeiras: Weverton 21; Marcos Rocha 2, Luan 13, Gustavo Gómez 15 e Diogo Barbosa 6; Felipe Melo 30, Gustavo Scarpa 14 (Raphael Veiga 23) e Bruno Henrique 19; Zé Rafael 8 (Willian 29), Dudu 7 e Deyverson 16 (Henrique Dourado 27). Técnico: Mano Menezes

Chapecoense:  João Ricardo 1; Márcio Araújo 8 (Renato 19), Gum 3, Douglas 23 e Bruno Pacheco 6; Elicarlos 86, Amaral 55, Roberto 90 e Camilo 88 (Maurício Ramos 44); Henrique Almeida 91 (Régis 83) e Everaldo 77. Técnico: Marquinhos Santos.

Cartão Amarelo: Gustavo Gómez (PAL), Bruno Pacheco (CHA), Elicarlos (CHA)

Cartão Vermelho: Gum (CHA), Victor Luis (PAL).

Gol: Felipe Melo (PAL).

Comentários do Facebook