Acreditar! Chape vence o Atlético em MG e volta a sonhar no Brasileirão - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Acreditar! Chape vence o Atlético em MG e volta a sonhar no Brasileirão

Com um gol em cada tempo, Verdão volta a ganhar após jejum de 13 partidas

Foto: Márcio Cunha/ACF

Acreditar! Esse é o sentimento da torcida da Chapecoense, após a importante vitória contra o Atlético Mineiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), na noite desta quarta-feira (30). A partida era válida pela 29 ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória do Verdão, com gols de Henrique Almeida e Everaldo encerrou um jejum de 13 jogos da equipe sem vitória.



Com um time bem ofensivo, a Chapecoense começou o jogo em Belo Horizonte melhor que o Galo. Logo aos 3’, o Verdão já teve a sua primeira chance no jogo. Dalberto recebeu a bola na cara de Cleiton, ele tocou por cima do goleiro atleticano, mas a bola foi fraca e o lateral Guga evitou o gol. Um minuto depois, em uma falta, Bruno Pacheco cobrou no canto esquerdo do gol do Atlético, e o goleiro Cleiton fez uma bela defesa.

De tanto pressionar nos primeiros minutos da partida, a Chapecoense chegou ao primeiro gol. Aos 5’, Bruno Pacheco cobrou escanteio da direita, Henrique Almeida na segunda trave e livre cabeceou para o fundo das redes do Galo.

Mesmo depois do gol, o Verdão não parava de atacar. Aos 8’, Dalbertou escapou pela direita e cruzou para trás, Roberto chegou e bateu, mas a bola foi por cima do gol de Cleiton, muito perto do travessão.

Aos 10’, o VAR entrou em ação. O lateral Guga cruzou na área da Chape, Ricardo Oliveira tentou cabecear e caiu. Ele pediu uma falta que Maurício Ramos teria cometido. Dois minutos depois, após consultar o VAR, o árbitro Diego Pombo Lopez mandou seguir.

O Galo chegou pela primeira vez aos 19’. Otero recebeu lançamento do zagueiro Leonardo Silva, cortou para o meio e chutou, mas a bola foi a direita do gol da Chape e Tiepo só acompanhou a sua saída.  A partir deste lance, o clube mineiro começou a controlar o jogo e a Chape não conseguiu mais criar boas oportunidades no ataque. Aos 21’, em cobrança de falta, Otero bateu por cima do gol de Tiepo.

Após boa jogada no ataque, o Atlético quase empata a partida. Aos 23’, Luan ajeitou para Elias que bateu por cima do gol da Chape. O Galo Mineiro também apostava na bola área e aos 29’ assustou o Verdão. Otero bateu o escanteio e Leonardo Silva cabeceou por cima do gol.

A Chapecoense errava muitos passes e não conseguia mais criar ações ofensivas. O Atlético atacava, mas sem uma organização ou pressão em cima da zaga do Verdão. Aos 39’, Otero bateu o escanteio na primeira trave, a zaga da Chape afastou, mas na sobra Luan pegou de primeira, a bola passou por cima do gol de Tiepo.


Foto: Márcio Cunha/ACF

A última chance da primeira etapa também foi do Atlético. Aos 47’, Nathan recebeu de Luan, invadiu a área e chutou, a bola acertou o poste esquerdo de Tiepo. O primeiro tempo terminou 1×0 para a Chape, mas o Verdão mostrou uma irregularidade muito grande em campo. No início da partida foi superior e criou várias chances, mas a partir dos 20’, deixou de atacar e só defendeu as ações ofensivas do Galo.

Novamente no início do tempo a Chapecoense marcou um gol. Aos 4’, do segundo tempo, após um bate e rebate na área do Galo Mineiro, Henrique Almeida tentou o chute, mas foi travado. A bola sobrou para Everaldo que bateu forte e fez o segundo gol da Chape no jogo.

Após o segundo gol da Chape, o Atlético abriu a sua marcação e foi para o ataque. Aos 6’, Cazares cruzou para Ricardo Oliveira, que sozinho , com o gol aberto cabeceou para fora. Aos 14’, o VAR apareceu novamente e desta vez marcou pênalti para o Galo. O argentino DI Santo foi para a bola, mas Tiepo defendeu a cobrança do atleticano.



Aos 29’, o Atlético chegou a descontar no placar. Cazares cobrou escanteio, Réver tentou escorar e a bola sobrou para Igor Rabello, que bateu para o fundo das redes de Tiepo. O VAR entrou em campo mais uma vez e viu uma falta do zagueiro do Atlético em Márcio Araújo e gol foi anulado.

Após o gol anulado, o Galo Mineiro não conseguiu impor mais pressão na zaga da Chape. O time mineiro conseguia chegar em bolas aéreas ou chutes de longe. Aos 45’, Otero arriscou de fora da área, Tiepo pulou no canto direito e espalmou para escanteio.

Após 13 partidas o Verdão voltou a vencer no Brasileirão e com isso voltou a sonhar com tempos melhores. Com a vitória o Verdão vai aos 21 pontos e fica a nove do Fluminense, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. No próximo sábado (2), o Verdão enfrenta o São Paulo na Arena Condá.

Ficha Técnica

Atlético Mineiro x Chapecoense

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)                                                                                     Data: 30 de Outubro de 2019, Quarta-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)                                                                                               Assistentes: Alessandro A. Rocha de Matos (BA) e Eli Carlos Franco de Oliveira (BA)

Atlético Mineiro: Cleiton 40; Guga 98, Leonardo Silva 3 (Cazares 10), Igor Rabello 16 e Fábio Santos 6; Réver 4, Nathan 23, Elias 7 (Geuvânio 49’), Luan 27 e Otero 80; Ricardo Oliveira 9 (Di Santo 26). Técnico: Vagner Mancini.

Chapecoense: Tiepo 98; Renato 19 (Eduardo 2), Maurício Ramos 44 (Rafael Pereira 33), Douglas 23 e Bruno Pacheco 6; Márcio Araújo 5, Roberto 90 e Camilo 88; Henrique Almeida 91, Dalberto 25 (Elicarlos 88) e Everaldo 77. Técnico: Marquinhos Santos.

Cartão Amarelo: Roberto (CHA), Henrique Almeida (CHA), Dalberto (CHA), Igor Rabello (ATL), Cazares (ATL) e Otero (ATL)

Gol: Henrique Almeida (CHA) e Everaldo (CHA).                                                               

Comentários do Facebook