OUÇA AO VIVO

InícioEDUCAÇÃOProjeto binacional com participação da Unochapecó receberá financiamento da ONU

Projeto binacional com participação da Unochapecó receberá financiamento da ONU

Saiba mais

Foto: Letícia Sechini/Unochapecó

Elaborada para assegurar a vida plena de toda a população, dentro das condições oferecidas por nossa natureza, a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), é o mais importante projeto da sociedade contemporânea globalizada. A efetivação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é representada por 193 países, os quais desenvolvem projetos e ações que propõem a melhora progressiva na qualidade de vida.

A Unochapecó, atuando como signatária do Movimento, inclui os ODS na experiência acadêmica, científica e regional. No último mês, um dos projetos desenvolvidos na Universidade foi contemplado pelo Financiamento de Pesquisa Universitária Colaborativa sobre a aplicação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas com a pesquisa ‘Sustainable Production by gender-driven social and economic movements: Brazil and Canada experiences on promoting UN 2030 Agenda SDGs (Cases: Pitanga Rosa-Brazil and La Maison Verte-Canada)’.

Em português, o título do trabalho se traduz a ‘Produção sustentável por movimentos sociais e econômicos de gênero: experiências do Brasil e do Canadá na promoção dos ODS da Agenda 2030 da ONU (Casos: Pitanga Rosa-Brasil e La Maison Verte-Canadá)’.

- Continua após o anúncio -

O projeto é coordenado pelo professor Giovanni Olsson, da Unochapecó, e pelo professor Sean Mendes, da Universidade de Algoma, no Canadá. O objetivo principal da pesquisa é investigar o protagonismo dos movimentos sociais e econômicos femininos nos dois países, os limites e possibilidades de sua contribuição para a efetivação da Agenda 2030 com foco na produção sustentável. 

O projeto deve produzir benefícios não apenas para os estudantes e pesquisadores na Universidade, mas também para os movimentos sociais envolvidos, brasileiro e canadense, o que projeta o caráter comunitário das Instituições e reforça a importância das pesquisas acadêmicas. Os resultados esperados consistem na elaboração de um estudo a ser difundido nas Universidades, criando, assim, uma aliança de pesquisa entre elas. “Trata-se, por evidente, de um conhecimento local com relevância e replicação global”.

Estudantes e docentes da graduação de Direito e Relações Internacionais e do mestrado em Direito, estão atuando diretamente na execução do projeto junto à comunidade chapecoense. Segundo o professor Olsson “Esse projeto tem uma articulação complexa tanto no nível acadêmico como administrativo, e, por isso, diversas áreas da Unochapecó estão diretamente envolvidas, particularmente a Assessoria de Relações Nacionais e Internacionais da Unochapecó (ARNI) e o Escritório de Projetos e Prestação de Serviços (EPPS), cujo apoio foi decisivo para o êxito do trabalho”.

No papel

O edital foi disponibilizado por duas organizações internacionais, a Inter-American Organization for Higher Education (Organização Interamericana para a Educação Superior – IOHE) e a Organizácion Universitária Interamericana (OUI), que estabeleceram uma série de critérios de admissibilidade para concorrer aos investimentos.

Entre eles, estava a parceria entre a instituição proponente e outra instituição de ensino superior das Américas, e a abordagem de temas relacionados ao desenvolvimento sustentável. Projetos de todo o Brasil participaram da concorrência, sendo três deles da Unochapecó: o projeto capitaneado por Giovanni foi o único brasileiro a avançar para a segunda etapa da seleção.

Junto da ARNI, o EPPS colaborou na organização e tradução dos documentos necessários, coleta de assinaturas, além da adequação do projeto original ao formato exigido pela OUI e IOHE – fases essenciais para garantir que a proposta estivesse apta a receber o aporte de recursos.

Para a execução do projeto, o edital em questão prevê o subsídio financeiro da OUI, de CA$ 9 mil (R$ 34.200), e uma contrapartida da Unochapecó de CA$ 3.500 (R$ 13.300), que serão destinados a rubricas já definidas em orçamento. Na Unochapecó, o apoio para a elaboração do projeto partiu do EPPS, por meio dos analistas de projetos Renato Francisco Habas e Renê Luiz Anziliero.

Com a função de identificar os editais e divulgá-los para a comunidade acadêmica, o EPPS atua no planejamento e controle de projetos de captação de recursos no âmbito da pesquisa, extensão, desenvolvimento, inovação e empreendedorismo, sendo vinculado à Vice-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento e integrante da Rede de Inovação da Unochapecó.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,022FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe